Louise Dahl-Wolfe

Eu vejo e revejo imagens feitas no início do século passado aos montes, pois estou sempre pesquisando esse tipo de imagem para postar na nossa página.

Eu gosto de postar as fotos com informações sobre quem/como/onde ela foi feita, então alguns nomes já se tornaram parte do meu cotidiano, e aos poucos vão se tornando posts aqui também. Um nome que vejo sempre e passei a admirar bastante foi o da fotógrafa Louise Dahl-Wolfe, que criou imagens memoráveis com as modelos mais badaladas de sua época.

Esse post serve somente para isso, mostrar alguns dos cliques maravilhosos e épicos que ela já fez!

Confira:

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

Louise Dahl-Wolfe

E um autorretrato:

Louise Dahl-Wolfe

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Vintage ou retrô?

Dia desses fui numa loja e departamento e achei lá uma bolsa lindíssima, com uma alça no interior, porém não havia onde encaixar essa alça! Fiquei chocada e fui conversar com uma das atendentes, a resposta foi: A bolsa é assim mesmo, o design dela é vintage.

Depois do estado de choque fiquei pensando sobre o uso indiscriminado da palavra vintage, e me questiono, as pessoas sabem o que essa palavra significa?

E retrô? Ta aí outra palavra usada indiscriminadamente!

VIntage ou Retrô?

Mas vintage e retrô, tem diferença?

Eu vi por aí, inclusive em alguns blogs de moda, uma referência meio solta de por que e como os termos são usados. Algumas acertaram na mosca.

Mas eu queria uma resposta com mais definição, dei uma fuçada em alguns blogs de decoração para encontrar uma resposta, afinal os decoradores usam esses termos há mais tempo.

VIntage ou Retrô?

Veja só o que achei:

Vintage e retrô são dois termos com muitos significados sobrepostos. Para algumas pessoas eles são definidos de forma específica, para outras pessoas os dois termos podem ser usados de forma a ter mais de uma significado.

A definição do vintage é primeiramente relacionada a vinhos, e é uma palavra alterada do francês,vendage, que significa “uvas colhidas durante uma temporada”. Um definição secundária seria “o período de origem ou de manufatura”, ou ainda, “tempo de existência”.

Uma definição mais simples seria que um objeto é descrito como vintage quando ele representa o período em que ele foi produzido. Vintage pode significar que um item é de um certo período de tempo, ou ainda (e provavelmente quase sempre) que o objeto apresenta qualidades associadas ou pertencentes a uma época especifica. Também é importante lembrar que a palavra vintage não deve ser usada para descrever objetos com menos de 20 anos de idade.

Já o termo retrô é diretamente relacionado a ter a aparência de algo do passado. Por exemplo, um vestido retrô não precisa necessariamente ser antigo, pode sim fazer referência ao estilo do passado recente. Retrô também pode exemplificar algo que não é muito antigo, mas é antigo o suficiente para não ser considerado apenas como um item ultrapassado.

Simplificando, vintage é antigo de verdade, já o retrô tem aparência de antigo mas não precisa necessariamente ser antigo.

Ah, e se vocês curte imagens vintage, lá na nossa página no Facebook sempre tem fotografias lindas da primeira metade do século passado –> fb.com/OCabideOficial

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Uma visita ao passado

Eu gosto de visitar o passado sempre que possível, para mim somente lá podemos ver o vanguardismo verdadeiro, talvez eu pense assim por ser de uma geração que tem a mimética como base cultural.

De qualquer forma, verdadeiro ou copiado, o estilo de décadas atrás é incrivelmente atraente, assim como as poses das modelo, com lábios tão bem delineados, cabelos bem moldados e olhar cativante.

Hora ou outra tiro um tempo só para contemplar esse tipo de imagem, até por que eu tenho postado imagens vintage na nossa página no Facebook, e por sinal percebi que o pessoal tem adorado!

Durante minhas pesquisas encontrei essas imagens incríveis de modelos vestindo Balenciaga, não tinha como deixar de postar aqui!

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

Balenciaga 1939

 1939

Balenciaga 1940

1940

Balenciaga 1941

1941

Balenciaga 1945

Balenciaga 1945

Balenciaga 1945

Balenciaga 1946

Balenciaga 1946

1946

Sobre o estilista:

Um verdadeiro inovador, Cristóbal Balenciaga mudou radicalmente a silhueta feminina no meio do século XX. Ele criava peças perfeitamente ajustadas e, ao contrário da maioria dos estilistas ele sabia drapear, cortar e ajustar suas próprias moulages. Foi imensamente respeitado por seu conhecimento técnico e construção, assim como seu categórico perfeccionismo.

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Desaforada

Eu tenho um problema com bolsas. Ao contrário de escolher sapatos, escolher bolsas para mim é dramático, eu não tendo a ceder as it bags, não me sujeito pagar muito caro por uma bolsa, seja lá qual for o modelo. Acho que é um item fashion com valor diferente para mim, acho que todo mundo deve ter isso com qualquer um dos itens do seu guarda roupa.

Uma coisa que pode me convencer a comprar uma bolsa, fora o conforto para carrega-la, é a criatividade do modelo, que às vezes não é super criativo em formato, mas sim em estampas.

Esse é o caso das, que tem uma estampa vintage acompanhada de frases desaforadas como – “Você sabe quem eu sou?” ou “Se eu quiser sua opinião eu peço.”

Jessica Cushman

Jessica Cushman

Jessica Cushman

Jessica Cushman

E eu, desaforada que sou, AMEI as bolsas! Vi na loja online da marca, que também produz outras bolsas bem legais, elas custam $40, e a entrega é Worldwide! 🙂

Dei uma procurada no Ebay, e até achei algumas bolsas da Jessica Cushman, mas não essas.

Achei também na Amazon, só algumas estampas, mas com bons preços.

*imagens: reprodução

Mulher Maravilha no mundo da moda

Recentemente cedi aos meus impulsos e comecei a me dedicar a delícia que é colecionar action figures, e foi minha última aquisição que inspirou esse post.

A Mulher Maravilha tem tantos significados, dentro e fora dos quadrinhos, que seria quase impossível ignorá-la quando se trata da moda, afinal é uma imagem tão cheia de referências e significados.

Você sabe quem ela é? Ela é uma super-heroína da DC Comics, nasceu a princesa de Themyscira (às vezes chamada de Ilha Paraíso), e é filha da rainha das amazonas, Hipólita. Sua mãe a criou a partir de uma imagem de barro, à qual cinco deusas do Olimpo deram vida e presentearam com super poderes. Além de tudo isso, foi a primeira mulher da DC Comics, surgindo em 1941.

Ou seja, é princesa, amazona, tem os poderes das deusas gregas, é super heroína e é a primeira em seu tempo!

Eu escolhi algumas das peças mais legais que achei, inspiradas na Mulher Maravilha:

Mulher Maravilha

Carteira com aspecto vintage da Think Geek.

Mulher Maravilha

Sneaker de cano alto Rebook, SHUT UP AND TAKE MY MONEY!!!

Mulher Maravilha

Acessórios da marca nOir Jewelry.

Mulher Maravilha

Esse Converse também é bem lindo, inclusive tem uns de cano alto de outros personagens que eu tô querendo!

Mulher Maravilha

Esse tênis de cano alto da Spring Court também tem seu charme, mas o Rebook roubou meu coração! hahaha!

Mulher Maravilha

Apenas amo essa coleção da Thais Gusmão inspirada na Mulher maravilha que depois evoluiu e trouxe estampas de outros personagens da DC Comics. Os pijamas e lingeries são lindos, inclusive estou com a loja online aberta aqui em outra aba comprando algumas coisinhas!

Mulher Maravilha

Essa sapatilha, também da Thais Gusmão, é irresistível para quem curte ou não a Mulher Maravilha. Coisa Linda!

Isso é o que eu chamaria de super moda!

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.