Susanne Bisovsky

Eu tô meio enferrujada para escrever posts, fiquei alguns dias afastada do blog depois da minha viagem (que vocês acompanharam por Instagram), estava ansiosa para voltar, mas não tinha nada programado.

E foi assim que fui parar nas imagens da semana de moda de Viena de 2013, e consequentemente no trabalho de Susanne Bisovsky.

Antes de falarmos sobre o trabalho da designer e artesã gostaria de ressaltar o valor da arte em um lugar como Viena, onde um desfile de alta costura é ABERTO AO PÚBLICO! Você paga um ingresso e pronto, zero afetação, é simplesmente o extremo oposto da semana de moda paulista que faz da sua credencial um bilhete de ouro!

Tendo dito isso, vamos voltar ao assunto, a austríaca Susanne Bisovsky levou um desfile que desmembrava uma imagem caracterizada de Frida Kahlo para a passarela, e mesmo sendo um desfile de alta costura podiam se ver algumas peças de prêt-à-porter.

Era difícil não se envolver pelo trabalho de superfície com bordados feitos com contas de antiquário e tecidos da virada do século XX.

Depois do desfile suas peças foram vendidas em algumas lojas na Áustria e em algumas lojas espalhadas pela Europa. As peças de alta-costura se transformam em arquivo assim que saem da passarela e nunca estão a venda, assim como os tecidos e os bordados que são garimpados em “mercados de pulgas” e na internet e fazem parte de um acervo no estúdio de Susanne.

Susanne Bisovsky

Encontrei esse editorial incrível da coleção produzido pelo Atelier Olschinsky, confira as outras imagens , vale o clique, as imagens são maravilhosoas!

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.