Beleza punk

Durante uma das minhas andanças pelos cantos escondidos da internet esbarrei nesse editorial belíssimo da Vogue Paris, fotografado por Christian Macdonald.

Quem posou para o editorial Punk Culture foi a modelo Edie Campbell, com maquiagem de Lloyd Simmonds, cabelo de Akki e o styling fantástico de Celia Azoulay.

Dá uma olhada:

Fiquei apaixonada pela make oitentista e pela jaqueta cobre da terceira foto!

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

BEDA | Coisas que gordas podem usar sim!

Se você tem acompanhado o blog já sabe que temos falado muito sobre padrões de beleza e aceitação. Nós sempre fomos a favor da diversidade e da inclusão de mulheres de todos os tamanhos na indústria da moda. A diferença agora, é que quando falo sobre plus size, também estou falando de mim.

estilo-plus-size-ocabide

Se tem uma coisa que a indústria da moda e a mídia adoram fazer, é cagar regra no guarda roupa das gordas: não pode usar listras, não pode usar cor vibrante, não pode mostrar a barriga…

E quem disse que não pode? Quem dita as regras?

As gordas podem, e devem, usar o que quiserem, quando quiserem, com base única e exclusivamente em seus gostos pessoais e no que as  fazem se sentir bonitas. Essa deveria ser a única regra de estilo válida, não só para gordas, mas para mulheres de todos os tamanhos.

Sendo assim vou tentar desmistificar tais regras para afastar a crítica e negatividade que paira sobre o plus size:

  • Não pode usar cropped top

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide

Essa regra nasceu do medo inerente que a sociedade tem da barriga – a parte do nosso corpo que geralmente tem mais gordura. Nas palavras da blogueira e modelo Nadia Aboulhosn: “Eu acho que as pessoas tem  essa ideia de que mulheres maiores devem ser inseguras com os seus corpos já que a sociedade não os aceita, mas os cropped tops não são só uma tendência, eles também valorizam o corpo.”

  • Não pode usar cores vibrantes

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide-5

Se nós seguíssemos essa regra, preto seria a única cor que permitiríamos em nosso guarda roupa. É justo dizer que o preto é um clássico e o básico entre as nossas peças. Mas ser limitada ao preto, especialmente no verão, é absurdo. Queremos amarelos, pinks, verdes, azuis, vermelhos e magentas, por favor.

  • Não pode usar estampas grandes ou chamativas

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide-2

Estampas chamam a atenção para o corpo, e é claro, as pessoas de mente fechada vão achar que gordos não devem chamar a atenção para as suas “imperfeições”. Até onde eu sei a perfeição estética é um mito, e a atração depende totalmente da percepção individual. Mostre o que você tem!

  • Não pode usar shorts

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide-6

Porque, obviamente, a nossa celulite e excesso de gordura vai ferir os olhos de traseuntes inocentes. Como alguém que vê beleza em silhuetas maiores, eu acho que shorts são uma ótima forma de exibir as pernas sem correr o risco de acabar mostrando demais. Eles são confortáveis, eles são sexy e eles são divertidos.

  • Não pode usar regata

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide-7

Eu sempre me surpreendo com quanto os homens e mulheres plus size tem vergonha de seus braços. Como todas as inseguranças, esse complexo vem de anos de intimidação e tormento por sermos gordos. Mas as regatas ficam uma graça em nossa silhueta também, e nós estamos em um país em que até o inverno é quente, se liberte.

  • Não pode usar saia acima dos joelhos

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide-3

Assim como na regra do shorts, essa regra vem da necessidade de esconder a flacidez das pernas. Por outro lado, algumas mulheres plus size não curtem usar saias por causa das assaduras na parte interna das coxas, mas esse é um problema fácil de resolver, até porque hoje em dia existem produtos específicos para lidar com essa situação. E ao chegarmos ao ponto de encontrar beleza no que é tipicamente categorizado como  feio ou pouco atrativo é chegar a um lugar de empoderamento e amor próprio. Deixe as pernas de fora!

  • Não pode usar qualquer peça que enfatize a barriga

flight-of-the-fat-girl-plus-size-estilo-ocabide-4

A barriga é provavelmente o que mais preocupa os plus size. Mesmo que uma silhueta maior geralmente seja bem feminina – e as nossas barrigas não são exceção. Me fascina o fato de que as mulheres são mais propícias a apreciar as curvas em outras áreas do corpo, mas ainda desejam ter uma barriga reta. Uma vez que superarmos o nosso medo de mostrar a barriga, mostrar o resto ficará mais fácil.

 

*fotos: Flight of the fat girl

**fonte

***Saiba mais sobre o BEDA

badge_post_01

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Editorial sombrio

Fazia tempo que não postava algo aqui no Porta Retrato, e para tirar a poeira da sessão onde penduramos editoriais de moda do mundo todo, decidi postar algo que tivesse a cara da Halloween que se aproxima.

Essa série de fotos tem como estrela a obscura modelo Meluxine fotografada de forma assustadoramente linda por Peter Coulson.

As fotos são todas em preto e branco e um glamour sombrio foi dado à modelo.

Para os looks foram utilizados um vestido de noiva e véus da loja australiana Montage.  O vestido escolhido é um modelo de 150 anos de idade, que se soma a ilusão de que a modelo está morta há muitos anos.

Dá uma olhada:

Meluxine - Peter Coulson

Meluxine - Peter Coulson

Meluxine - Peter Coulson

Meluxine - Peter Coulson

Meluxine - Peter Coulson

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Maria Antonieta moderna

Fazia bastante tempo já que eu não postava algo bacana aqui no porta-retrato, se você é recém-chegado aqui no O Cabide fique sabendo que o porta-retrato é a categoria onde postamos editoriais de moda.

Quando vi esse editorial da Vogue alemã achei que as cores, as poses e o styling tinham tudo para fazer desses cliques modernos uma obra do século XVIII, você não acham?

Toda essa opulência à la Maria Antonieta foi feita por essa turma:

Fotógrafo: Luigi + Iango

Stylist: Patti Wilson

Cabelo: Luigi Murenu

Modelos: Steffi Soede, Meghan Collison, Xiao Wen, Sophie Touchet, Holly Rose Emery e Codie Young

Confira:

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Dolce Gabbana Alta Moda - Vogue Alemã

Esse editorial foi publicado na edição desse mês (04/14) da revista alemã e as modelos vestiam Doce&Gabbana Alta Moda.

Lindo, não?

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Forever and ever

Geralmente quando eu sinto que estou precisando de uma dose de amor para dar um up na minha vida, acho que devi trazer esse amor para cá também. E dessa vez ele veio em forma de editorial!

‘Forever and Ever a Life for Two’ foi fotografado para uma publicação online bem bacana chamada Fucking Young!, voltada completamente para o público masculino, como vemos nas imagens.

As fotos são de Coco Capitán, com styling de Elisa Voto (o site dela é bem interessante) e esse casal lindo foi interpretado pelos modelos Agu Mancera e Rafa Mora, confira:

Fucking Young!

Fucking Young!

Fucking Young!

Fucking Young!

Fucking Young!

Fucking Young!

Fucking Young!

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.