Tem mulher na comédia? Tem e muita!

Se você me segue no Instagram sabe que meu rolê preferido é fazer vários nadas em casa, com meus bichos e a Netflix. Mas eu estou sempre de olho na agitada programação da capital paulista, até porque tem muita gorda maravilhosa brilhando no cenário cultural da região.

Foi assim que esbarrei na programação do Festival Mamacitas de Stand up, xeretando o feed da musa Babu Carreira descobri esse evento onde pela primeira vez, comediantes mulheres de várias culturas, tipos e sotaques  vão se apresentar em dois palcos entre os dias 2 e 4 de novembro.

Desde o seu surgimento o stand up é mais aberto para homens, mas a mulheres estão conquistam cada vez mais espaço neste universo, entre improvisos, personagens, palcos de teatro e programas de televisão, a nova geração de mulheres no humor veio para ficar.

O festival foi idealizado pela comediante Carol Zoccoli e contará com nomes como Marlei Cevada, Bruna Louise, Micheli Machado, Mhel Marrer, Marcela Leal, Adriana Nunes, Arianna Nutt, Ane Freitas, Paloma Santos, Sill Esteves, Larissa Câmara e a própria Babu.

A gente fez um show com dez mulheres chamado Mamacitas quando eu estive no Brasil em junho. O show teve uma qualidade muito boa, e eu percebi que a cena de mulheres no stand-up estava crescendo. Quando comecei a fazer stand-up em São Paulo em 2007, não tinha muita mulher: era eu, a Marcela Leal e a Dani Calabresa. Aí quando eu falei que estaria no Brasil em novembro e que queria produzir uns shows com todas as mulheres do stand-up (achei que ia dar pra preencher somente dois shows) apareceram 60 mulheres! Acabamos produzindo sete shows!Se ainda tem gente que diz que mulher não sabe fazer humor eu não sei, eu só sei que sessenta de nós não está nem aí pra isso.” – diz Carol Zoccoli, que hoje vive na América do Norte fazendo stand-up nos EUA e Canadá.

A programação está distribuída em 4 shows no Clube do Minhoca e mais 3 shows no Espaço da Comédia, que terão o intuito de apresentar novos talentos femininos na cena da comédia.

A Babu se apresenta no dia 02/11 e eu acho que é o tipo de show que meus leitores curtiriam muito:

Serviço:

Clube do Minhoca
Rua Cunha Horta, 26
2 e 3 de Novembro às 20h e 22h

Ingressos:
https://www.sympla.com.br/festival-mamacitas-de-humor-0211__380968

Espaço da Comédia
Rua Pedro Taques, 145
2 e 3 de Novembro às 23:59h
4 de Novembro às 20h

Ingressos:
https://www.sympla.com.br/festival-mamacitas—novos-talentos__380625

 

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

BEDA | Coisas que aprendi com Amy Schumer

Amy Schumer é humorista e roteirista e tem estado cada vez mais em pauta na mídia por conta de seu novo filme, Trainwreck.

amy-schumer-trainwreck-humor-citacao-feminismo-ocabide

Eu tenho visto espalhadas pela internet entrevistas e citações, todas com o mesmo toque do humor que ela leva para o palco em seus shows de stand up, ou seja, muita acidez, muito questionamento sobre padrões de beleza, sobre o estrelismo hollywoodiano e sobre o lugar da mulher na sociedade.

Com base no que tinha visto até aqui, estava gostando bastante da Amy e estava ansiosa para assistir ao filme. Mas eu precisava saber se ela era realmente tão engraçada quanto parece e se o seu discurso feminista também tinha espaço no palco, então assisti ao show Mostly Sex Stuff, feito para o Comedy Central em 2012, e percebi que o humor dela é do tipo mais agressivo e que nessa época as questões de igualdade ainda estavam começando a surgir em seus shows. Mas mesmo achando que algumas piadas poderiam ser facilmente dispensadas, não consigo deixar de me enxergar no que ela diz, afinal faço o mesmo tipo de piadas, a diferença é que as dela de fato tem graça.

amy-schumer-mostly-sex-stuff-humor-citacao-feminismo-ocabide

O que me fez relevar algumas dessas piadas que achei desnecessárias foi ver uma mulher falando TÃO abertamente sobre a sua vida sexual, com humor e aceitação, sem se importar com o que vão pensar dela. Eu não sei se vocês já tentaram falar da vida sexual de vocês, seja lá com quem for, dessa forma. Não é fácil! Nós temos medo dos julgamentos até dos nossos amigos mais intímos.

Por conta de tudo isso, decidi juntar algumas das melhores frases ditas por Amy (na minha opinião), quem sabe não ajude a nos libertar mais um pouquinho?

“Eu direi se sou eu bonita. Eu direi se eu sou forte. Você não vai determinar a minha história – Eu vou.”

amy-schumer-humor-citacao-feminismo-ocabide-2

“Eu vou falar e compartilhar e foder e amar e não vou me desculpar com as milhares de pessoas assustadas  e cheias de ressentimento por nunca terem coragem de fazer o mesmo. Eu não sou a minha lista de amantes. Eu não sou o meu peso. Eu não sou a minha mãe. Eu sou eu mesma.”amy-schumer-humor-citacao-feminismo-ocabide-3

“Eu sou uma lutadora de sangue quente e destemida.”

“Não, eu não vou me desculpar por ser quem eu sou, e eu realmente vou amar a pele em que estou. Eu não vou batalhar para ser uma versão diferente de mim.”

amy-schumer-humor-citacao-feminismo-ocabide-4

 

“Não se sinta mal por mim, eu me acho tão bonita.” 

 

*imagens: reprodução

**Saiba mais sobre o BEDA

badge_post_01

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.