Joãozinho

Em meados da década de 1990, no auge da era “Patricinhas e Mauricinhos”, dos cabelos longos com cortes repicados e franjas falsas, tingidos com mechas e luzes excessivamente marcadas, quando o delineador labial era mais escuro que o batom,  todo mundo usava brincos de argola e meias de ginástica com legging e keds estavam em todos os lugares. Eu posso ver a cena como se fosse hoje, eu, usando jeans,camiseta e tênis de basquete, sem maquiagem e com um cabelo curtíssimoooooooo!

Veja bem eu não era rebelde, mas meu cabelo era. E não que eu fosse anti-moda, mas eu simplesmente, e até os dias de hoje, não consigo entender por que as pessoas usam roupas de ginástica para sair na rua, a não ser que de fato elas estejam indo para a ginástica.

O tempo passa e a menina estranha do cabelo curto, continua de cabelo curto. A diferença entre a Nicole estranha dos anos 1990 e a de agora?
O corte de cabelo é TENDÊNCIA!

Erika Palomino

Erika Palomino

Carey Mulligan

Carey Mulligan

Emma Watson

Emma Watson

Agyness Deyn

Agyness Deyn

Morena Baccarin

Morena Baccarin

E aposto que têm muito mais beldades espalhadas por aí com o cabelo bem curtinho!

Vantagem: Economizo no John Frieda
Desvantagem: Não tem cabelo pra “bater cabelo”

Mas eu amo, sempre fico com o cabelo pronto em segundos! Me sinto mais bonita e o look segura muito mais tempo. Além de tudo é bem mais dificil ter um bad hair day!
Mulheres de cabelos curtos, uni-vos!

*imagens: Reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.