Pele de ressaca

Você passou o final de semana na esbórnia com as amigas, encheu a cara de vodka, passou madrugadas inteiras embaixo de fumaça de cigarro, isso sem falar na quantidade de maquiagem que você usou sacrificando seu poros para conquistar a pele perfeita.

É claro que valeu a pena, mesmo quando a balada não vale a pena ela vale apena, não é?

Mas desde ontem, não importa a quantidade de hidratante que você use, sua pele parece não reagir. A pele no meio da testa, topo das bochechas e ao redor do nariz estão ardendo. O rosto todo perdeu o viço, a pele está com uma textura áspera e algumas espinhas ameaçam sair no queixo, ou seja? DESASTRE TOTAL.

Eu tenho certeza de que eu não sou a única que passa por isso quando exagera no badalo. Então eu vou compartilhar o que eu tenho feito para salvar a minha pele de mim mesma:

 

Sua pele está desidratada e nem o hidratante mais caro do mundo vai resolver isso. Primeiro ela precisa de água, beba bastante água, mas use-a também no rosto. Eu gosto de usar água geleda para contrair os poros, você pode usar água filtrada ou mineral, eu gosto muito de usar água termal. Desde o momento em que você tirar a maquiagem use borrifadas de água para aliviar a pele.

agua-termal-evian-cuidados-com-a-pele-ocabide

COMPRAR AQUI!

Faça uma oil cleansing, se você não conseguir fazer isso quando chegar em casa (por motivos de: vodka), faça no dia seguinte. Use um óleo puro, eu gosto dos óleos de argan e de girassol, esses óleos não emulsificam como os óleos para limpeza, então são mais difíceis de remover totalmente da pele. Você pode usar um sabonete suave se for o caso, mas eu recomendo que algum óleo seja deixado na pele, esse é um método de limpeza profunda e como sua pele já está desidratada um pouco do óleo fará bem, mesmo que sua pele seja oleosa.

200014020-001

COMPRE AQUI!

Agora o hidratante irá te ajudar, eu sempre uso hidratantes em gel pois tenho a pele mista e se eu usar algum outro tipo de hidratante a textura da minha pele muda muito. Nos dias seguintes ao badalo uso quantidades generosas do Dramatically Different Moisturizing Gel da Clinique.

Dramatically_Different_Moisturizing_Gel-clinique-ocabide

COMPRE AQUI!

Se como eu, mesmo depois de tudo isso, você ainda estiver com algumas partes da pele sensíveis ou descamando eu recomendo o uso do milagroso Cicaplast que cuida e protege a pele nesse estado.

Cicaplast-Baume-la-roche-ocabide

COMPRE AQUI!

A Oil Cleansing deve resolver o drama com as espinhas que ameaçavam sair, mas se não tiver jeito use um produto secativo que seja eficiente sem ser agressivo, como esse da Mary Kay:

secativopele-mary-kay-cuidados-pele-ocabide

Para comprar procure a consultora mais próxima.

 

E aí quando a sua pele estiver linda e luminosa de novo, adivinha só? É dia de vodka de novo! <3

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Bioré Perfect Face Milk

Antes de falar sobre o assunto do post, o protetor solar facial Bioré Perfect Face Milk, eu quero falar um pouco sobre o que rendeu o último post que fiz aqui para penteadeira.

Há duas semanas atrás minha pele estava um caos, e eu estava desesperada como nunca fiquei, não dava para passar nada no rosto, a oleosidade era intensa demais, além disso tinha algumas espinhas que não cicatrizavam nunca, e cravos para todo lado. Eu tava sofrendo muito, daí fiz o amado e odiado post sobre os tratamentos com óleo, que eu testei e deram super certo!

Fiz o post no dia 19/02 e nesse mesmo dia comecei tudo, logo que sai do computador fiz uma double cleansing com o óleo de limpeza da Bioré, o resultado foi chocante! Assim que enxaguei o rosto percebi que minha pele tinha mudado de textura, que as espinhas tinham mudado de cor e o inchaço de todas elas tinha diminuído. A noite, de madrugada praticamente, mesmo sabendo que era exagero, mas eu não tava aguentando de curiosidade, fiz a Oil Cleansing. Outro choque, minha pele ficou seca!!!!

Bioré Perfect Face Milk

Eu fiquei louca! A oleosidade da minha pele naquele mesmo dia estava insustentável, eu mal estava conseguindo usar meus óculos.

Não fiz mais nenhuma Oil Cleansing desde então, mas continuei as double cleansings todos os dias, uma vez por dia. Desde esse dia minha pele nunca mais ficou tão oleosa, na verdade agora ela está mais para uma pele mista, o que me deixa muito feliz.

Fiz algumas outras mudanças que também contribuem para o bem estar da minha pele:

– Não lavo mais o rosto com sabonete de manhã, já que faço a double cleansing a noite, não vejo motivos para limpar tão profundamente a minha pele 8 ou 9 horas depois.

– Uso uma toalha apenas para o rosto, e troco com frequência muito maior, toalhas são um poço de bactérias e isso ajuda a entupir os poros.

– Não uso mais tônico todos os dias, na verdade, desde esse dia eu ainda não usei tônico, mas pretendo voltar a usar, uma ou duas vezes por semana.

– Não coloco mais a mão no rosto, antes eu tinha mania de apoiar o rosto nas mãos, e de ficar passando a mão no rosto também, descobri que isso contamina muito a pele e piora cravos e espinhas.

Continuo usando meus hidratantes, meus antirrugas e tudo mais, afinal a pele nunca deve deixar de ser hidratada!

De qualquer forma agora eu tenho um aliado fortíssimo para combater a pele oleosa! O protetor solar Perfect Face Milk da Bioré, o instrumento mais eficaz para matificar a pele da atualidade. Esqueça os primers e qualquer hidratante ou protetor que já te prometeu uma pele sequinha nessa vida, esse frasquinho de 30 ml faz milagre até para as peles mais oleosas!

Bioré Perfect Face Milk

O protetor solar da empresa japonesa Kao, cumpre sua função muito bem, ele tem o FPS 50, é bem leve e tem uma textura bem líquida e leitosa, o que faz com que ele renda muito, para minha felicidade ele não é perfumado.

Mas seu maior segredo está na fórmula que contém um talco matificante poderosíssimo que deixa a pele aveludada por horas, sábado eu testei e durou mais de 8 horas, inclusive ele pode ser usado por cima ou por baixo de outros cosméticos. Isso é ótimo por vários motivos e considero esses dois os principais:

– Algumas pessoas deixam de usar alguns hidratantes incríveis (entre outros produtos) por que eles deixam a pele um pouco oleosa, você pode usar o Face Milk para manter a pele sequinha enquanto usa seus produtos preferidos.

– Você pode usar o Face Milk como PRIMER!

Sim eu tenho usado como primer, e é incrível, com a pele sequinha a maquiagem dura praticamente o dia inteiro sem borrar e sem derreter!

Antes de adquirir o seu pequeno milagre nipônico você precisa saber de algumas coisas:

– Ele não sai facilmente da pele, você precisa ter um ótimo demaquilante do tipo oleoso, daqueles capaz de remover make a prova d’água para removê-lo completamente da pele, ou você pode usar um óleo para limpeza (aproveita e já faz um double cleansing!).

– Ele não é vendido no Brasil, nem em lojas que vendem cosméticos importados. Eu comprei o meu no Ebay (paguei $11,25), mas também vende na Ichibankao que entrega no Brasil. Eu li em vários blogs sobre a Vânia, mas eu nunca comprei nada com ela então não sei se é confiável.

– Não dá para entender nada do que está escrito na embalagem! Mas olha só, já vou avisar, os produtos japoneses não tem data de validade, o motivo é simples, eles mudam a embalagem todo ano, então você sabe qual é a idade do seu produto pela embalagem. Você tem medo de ser alérgica a algo na composição? Você pode ver as embalagens mais antigas clicando aqui e a composição você pode ver clicando aqui.

Dolce&Gabbana

(Make do desfile da marca Dolce&Gabbana na última semana de moda de Milão, a tendência para a próxima estação é usar a pele bem matificada, como nesse make, algumas outras marcas deixaram mais intenso, como a Fendi, a Burberry e Marc Jacobs)

Antes de encerrar esse post todo matificado eu quero esclarecer algo que surgiu lá no Instagram, teve um comentário que dizia que não pode de jeito nenhum usar óleo mineral para limpar a pele, que entope os poros, que as empresas usam para baratear os cosméticos e que eu deveria escolher óleos de limpeza específicos para pele. Primeiramente eu queria dizer que eu não posto absolutamente nada aqui sem antes fazer uma boa pesquisa sobre o assunto. Depois disso quero explicar o porquê do óleo mineral não ser ruim, a dermatologista que criou o método realmente não curte o óleo mineral, pois acredita que ele não agrega tanto ao tratamento quanto os outros óleos, apenas por isso. Na versão atualizada do método (que também tá lá no post) o óleo mineral aparece como uma das opções de óleos, e como eu já tinha ele em casa foi o que eu decidi usar. Na embalagem do óleo mineral ele é indicado como um produto para ser usado na pele. Além de tudo isso o óleo mineral também está na composição dos principais óleos de limpeza para o rosto:

Bioré Cleansing Oil

High performance balancing cleansing oil – Shu Uemura

Shiseido – Ultimate Cleansing Oil

Lancôme – Huile Douceur Remove All Deep Cleansing Oil

Óleo Mineral - Oil Cleansing

Eu não disse tudo isso porque eu acho que você deve obrigatoriamente usar o óleo mineral, ele pode ser ruim para alguns tipos de pele, assim como qualquer outro óleo, qualquer outro hidratante, qualquer outro tônico, enfim. Você conhece o tipo de pele que você tem e vai saber o que é melhor para ela, existem muitas opções de óleos naturais para fazer a oil cleansing e mais outras várias opções de óleos de limpeza sem óleo mineral na fórmula, por exemplo: Mac Cleanse Off Oil, Purity (esse eu tô querendo experimentar), Dior Instant Gentle Cleansing Oil, Deep Oil Cleansing DHC e a marca Shu Uemura também tem algumas opções sem óleo mineral.

As oil cleansings e as double cleansings só serão tão milagrosas para você como estão sendo para mim se você mantiver a mente aberta não só para experimentar o método, mas também se você tiver paciência para moldá-lo às suas necessidades.

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Óleo na pele

Há um tempo atrás vi um pessoal comentando no Instagram sobre o protetor solar da marca japonesa Bioré, e quão milagroso ele era para peles oleosas. A forma mais fácil de adquiri-lo era através do Ebay, como muitas das pessoas que comentavam sobre ele por ali haviam feito. Eu pedi o meu e estou desesperada para ele chegar!

Bioré

Enquanto ele não vem, procurei pesquisar o máximo que pude sobre o porque ele era tão poderoso, e pretendo falar sobre isso num post inteiramente dedicado a ele, nesse aqui vou falar o que descobri sobre como limpar a pele após usá-lo, já que ele gruda e não sai mais.

Foi assim que descobri as Oil Cleansings, na verdade já tinha visto algo sobre isso no Buzzfeed Diy, mas não me aprofundei naquele momento. Bom, agora achei que já era a hora de saber mais sobre a limpeza feita com óleo, que não tem nada a ver com a limpeza feita por um demaquilante oleoso.

Aprendi a duras penas que quanto mais se limpa a pele, mais óleo ela produz, não é nada saudável usar produtos que tem a função de secar completamente a pele. Com o tempo, e principalmente agora que tenho a pele mais complicada do que na adolescência, aprendi a respeitar a minha pele, aprendi também que pele saudável é pele hidratada. “Mas minha pele é oleosa, vou passar hidratante para quê? Vai acabar ficando mais oleosa ainda!” – É assim que a maioria das pessoas com a pele oleosa pensa, é assim que a indústria de cosméticos diz que as coisas funcionam. Então por que diabos eu usaria óleo para limpar minha pele ultra oleosa?

Oil Cleasing

O lance com a limpeza feita com um óleo, seja lá qual for o método que você escolher, é que a gente precisa entender que o óleo repele o óleo e não é ele quem causa as espinhas e os cravos, quem causam essas inflamações infernais em nossa pele são os hormônios, bactérias, células mortas, medicamentos, alimentação, tudo, menos o óleo.

O princípio que faz com que o óleo dissolva o óleo se chama teoria da solubidade, até onde se sabe não há contra indicações para o método, a não ser que você seja alérgico a qualquer um dos produtos sugeridos para a limpeza.

O método que ficou mais conhecido, a The Oil Cleansig Method, funciona da seguinte forma:

– Escolha sua mistura: O óleo de Castor tem propriedades próprias para limpezas profundas, além de ser um anti-inflamatório natural, porém é espesso e você precisará misturá-lo a outro óleo, o de oliva extra virgem ou o de girassol. Para cada tipo de pele a uma mistura ideal, para as oleosas misture 30% do óleo de Castor a 70% do segundo óleo, para peles normais misture 20% do óleo de Castor com 80% do segundo óleo e para peles secas misture 10% do óleo de Castor com o segundo óleo. Quanto mais seca sua pele estiver, menos óleo de castor se usa na mistura.

– Aplicação: Você vai precisar de uma toalha de rosto, seus óleos e água quente. Coloque uma quantidade equivalente ao tamanho de uma moeda nas mãos e esfregue suas palmas para aquecê-lo. Massageie delicadamente o seu rosto, dando atenção as áreas problemáticas, o óleo vai remover toda e qualquer impureza, inclusive resíduos antigos de maquiagem e poluição. Faça o procedimento com calma, você quer que os óleos penetrem bem nos seus poros.

– Para remover: Quando estiver satisfeita com o efeito do óleo e com a massagem use a toalha embebida em água quente para delicadamente removê-lo do seu rosto, faço o que fizer não esfregue a toalha na pele. O procedimento é feito com água quente para abrir os poros e facilitar a remoção do óleo. Aproveite que está usando uma toalha, e que ela está quentinha por causa da água, e coloque-a sobre o rosto como uma máscara, deixando-a lá até esfriar, isso irá ajudar a abrir os poros. Se quando você terminar a pele estiver repuxando, pegue um pouquinho da mistura de óleos e aplique no rosto, espalhando bem.

Esse procedimento deve ser feito regularmente, mas a frequência não pode ser muito grande, senão você resseca a pele. Nos primeiros dias após a limpeza você pode ver um aumento da oleosidade, mas isso se deve pelo fato de os poros estarem funcionando de um jeito diferente de antes, após alguns dias a oleosidade vai sumir.

Eu li no Reedit uma versão diferente para essa mesma limpeza, que elimina o uso de água quente, já que é sabido que o vapor e abertura dos poros não faz tão bem assim para a pele. Nessa versão eles também defendem o uso de qualquer óleo que você preferir, já que existem muitas opções com propriedades tão diferentes no mercado. Entre as sugestões deles estão o mineral, o de jojoba e o de coco, mas você deve conhecer sua pele, o óleo de coco por exemplo, o post diz que em algumas pessoas pode causar acne.

Essa limpeza é feita da seguinte forma:

– Umedeça o seu rosto com água morna, não ferva a água e não use água quente.

– Aplique o óleo e massageie o rosto por um ou dois minutos.

– Limpe o rosto com uma toalha embebida em água morna (nos comentários uma leitora disse que obteve resultados ainda melhores com uma toalha de microfibra).

– Uma ou duas gotas de óleo da sua preferência (a pessoa que fez o post sugere de oliva, mas disse que usa de argan) devem ser usadas para hidratar a pele após a limpeza.

A double cleasing é a limpeza mais simples de todas, até porque você compra o óleo de limpeza pronto, várias marcas já vendem, eu comprei o da Bioré mesmo (que inclusive chegou antes do que o protetor). Esse método já é bem usado no Japão, aprendi tudo sobre ele lendo esse post do Stash, que eu acho que se tornou o go to post sobre o assunto, já que é o link que todo mundo indica.

O procedimento é simples:

Com o rosto e as mãos secas aplique o óleo no rosto, se estiver com maquiagem aplique sobre os olhos também, e massageie a pele com delicadeza.

O post do Stash sugere que você então molhe a ponta dos dedos e volte a massagear a pele com os dedos molhados, para emulsionar o óleo. Mas eu vi em vídeos algumas meninas aplicando uma borrifada de água termal para emulsionar e achei que a pele fica mais bonita.

Bioré

Eu comprei o da Bioré pelo Ebay, paguei $18,00 (comprei desse vendedor), esse não é um produto que você vai achar com facilidade no Brasil, não conheço nenhuma marca brasileira que trabalhe com esse tipo de cosmético, o que é uma pena já que nós temos uma propensão a peles mistas e oleosas.

Achei o MAC Cleanse Off Oil na Sephora, apresentado apenas como demaquilante, mas na verdade ele deveria ser apresentado como um óleo de limpeza, já que se usado da maneira correta pode eliminar outros resíduos, o grande, de 150 ml, custa R$133,00 e o pequeno, de 30 ml, custa R$59,00. Também achei o Dior Instant Gentle Cleansing Oil no Morangão, o preço é R$101,50, esses dois foram os sugeridos no Stash como os disponíveis por aqui, mas acontece que no Morangão tem óleos de limpeza de muitas outras marcas, entre elas Shu Uemura e La Mer.

É importante salientar que cada tipo de limpeza tem sua função, a The Oil Cleansing Method, em qualquer uma de suas versões, é um tratamento esporádico, que visa resultados a longo prazo. A double cleansing não é um tratamento, é uma rotina de beleza que cuida da pele.

Eu pretendo aderir às duas, minha pele hoje está em seu pior, mais oleosa do que nunca e no meio de uma crise de acne, conversei com a minha prima que trabalhou com dermocosméticos e estava pronta pra enfiar o pé na jaca, quando lembrei que já tinha feito isso e não tinha obtido resultado nenhum.

Revendo as informações que eu precisava sobre algo novo, que promete melhorar a minha pele como nunca imaginei, nasceu esse post para vocês. Assim como o post que fiz sobre o meu peso, sei que tem muita gente desesperada com a pele, e eu precisava compartilhar o que aprendi!

Vou manter vocês informados sobre os resultados no Instagram, através da hashtag #ocabidenapele, e quando o protetor solar da Bioré chegar nos encontramos de novo aqui na penteadeira para falar de pele!

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.