O Labirinto do Minotauro

Ocupação Laerte

A partir de 20 de setembro, o Itaú Cultural realiza uma grande homenagem a Laerte Coutinho através da “Ocupação Laerte“, uma exposição que reúne mais de dois mil trabalhos feitos pela artista desde a década de 1970.

A linguagem própria, as manifestações e a militância LGBT da cartunista podem ser vista em uma curadoria (feita pelo quadrinista Rafael Coutinho, filho da artista, e cenografia de Fred Teixeira) que mostra os múltiplos caminhos da artista em sua carreira e sua vida como mulher trans.

Ocupação Laerte

A figura do Minotauro – o monstro da mitologia grega que guarda um labirinto inescapável – é recorrente na produção e é parte da inspiração para a cenografia. Quem visitar a exposição percorrerá um espaço onde vários momentos da carreira se interligam: sua participação no movimento sindical e na luta pelas Diretas e pela anistia; a publicação de décadas nos maiores jornais do país; a parceria com Angeli, Glauco e Toninho Mendes na Circo Editorial, fundamental na história da HQ brasileira; a mudança de estilo a partir de 2004 e o ativismo nas questões de gênero.

Ocupação Laerte

Laerte trabalha profissionalmente como cartunista desde a década de 1970, o que totaliza 40 anos de história na cultura brasileira. Você pode conhecer as tirinhas de personagens e das revistas de banca no site da artista e a “segunda fase” no blog Manual do Minotauro.

Ocupação Laerte

O Itaú Cultural manda avisar que :

“No dia da abertura, o site da Ocupação lança uma seção dedicada à artista. Além de centenas de HQs, estarão disponíveis entrevistas com Rafael Coutinho, com as irmãs de Laerte Marília e Helena Coutinho, com os quadrinistas Angeli, Zélio, Ciça, André Dahmer, o editor Toninho Mendes, o diretor teatral Naum Alves de Souza, o diretor da Oboré Sérgio Gomes e, é claro, Laerte – em um bate-papo com a psicóloga Maria Rita Kehl, a escritora Ivana Arruda Leite e o cartunista Eloar Guazzelli.

Ainda mais, no período da mostra será distribuída uma publicação sobre Laerte. Nela, a pesquisadora Maria Clara Carneiro e o jornalista André Conti analisam a obra, e a psicanalista Letícia Lanz fala sobre identidade, sexo e gênero. O material também estará publicado na nossa estante no Issuu.”

Ocupação Laerte

sábado 20 de setembro a domingo 2 de novembro
terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30] sábado, domingo e feriado 11h às 20h
piso térreo

Coquetel de abertura
sábado 20 de setembro
às 12h

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.