Mythbuster da maquiagem|Tudo que você quer saber sobre maquiagem HD

Maquiagem. Uma paixão.
Quem nunca entrou em uma perfumaria para comprar um esmalte e saiu de lá carregada de coisas? SEM-OR!
Principalmente, quando lemos uma matéria ou uma resenha super interessante dizendo que o produto X que acabou de ser lançado é a maior revolução do mercado. Ou a vendedora te conta que o produto é MARA, quase um milagre! Aí a gente pega o esmalte, pega o produto X, mais um batom, uma máscara de cílios, o shampoo e lá vamos nós… Mas ao chegar em casa é que vamos ver se é tudo isso mesmo. E na hora você pode pensar: “Será que essa tecnologia toda dita é real ou eu fui enganada por mais uma pegadinha da galera do marketing, que criou a estratégia certeira para eu comprar o produto?”
Pensando nisso, resolvi desvendar mais um mito: a maquiagem HD.
Para conseguir entender o conceito da maquiagem HD, vamos falar um pouquinho sobre o cinema.
A maquiagem e o cinema sempre trabalharam juntos. No início do cinema devido as deficiências existentes na iluminação, a maquiagem cumpria um papel fundamental – na verdade ainda cumpre, não é mesmo? – aumentando o contraste, criando volumes onde era necessário e escondia o que não deveria ser mostrado. Estamos falando do cinema preto e branco, em especial. Nessa época, os produtos eram bem mais “pesados”, prejudicavam a pele até.
Conforme a imagem foi evoluindo, as tecnologias no mundo da beleza acompanharam esse processo também.
Com a chegada do vídeo digital e os diversos formatos de exposição (Laser Disc, DVD, Blue-Ray, etc), a maquiagem teve de se adaptar novamente para chegar a essa “leitura”. Criamos assim, novos conceitos de TV e de maquiagem. Surgia aí a TV HD e a Maquiagem HD.  O termo HD é uma abreviação das palavras High Definition (Alta definição, em tradução livre).
A maquiagem HD funciona muito bem para fotos, vídeos, para quando temos uma super festa e vamos nos deparar com fotógrafos, por exemplo. A proposta dessa maquiagem é criar uma pele perfeita sem a aparência de estar com muita maquiagem por conta dos cosméticos. Apenas uma pele radiante e belíssima.
Os pigmentos e demais componentes presentes na fórmula da maquiagem HD são micronizados. Ou seja, os ‘ingredientes” da maquiagem são misturados diversas vezes (muitas mesmo), de forma que eles se tornam micropartículas. Essas micropartículas se aderem a nossa pele de maneira praticamente imperceptível. Com isso, temos o efeito de pele coberta e corrigida, mas de maneira ultra natural. A pele acaba ficando com uma textura bonita.
pele sem primer e com Primer
Na rotina básica de uma maquiagem a ordem é: limpar a pele, hidratar e aí começar a maquiagem.
Se repararmos, ultimamente não abrimos mão de um item na hora da maquiagem, o primer.
O primer é o melhor produto para exemplificar o conceito da maquiagem HD.  Ele cria primeiro sensação de pele bonita, criando uma película sobre a nossa pele que irá disfarçar as nossa linhas de expressão mais aparentes, nos dando a sensação de poros menos dilatados. Por conta dessa película e desse disfarce óptico, ele irá ajudar a controlar a oleosidade e manter a maquiagem no lugar. Basicamente, essa é a função do primer na hora da maquiagem. Mas vale lembrar, não adianta eu aplicar o melhor primer do mercado, se minha pele não estiver bem cuidada ou limpa.
O processo de maquiar com produtos HD é similar a pintar um quadro ou um carro: aplicamos primeiro um produto para preparar a tela e depois vamos colocando uma camada de tinta sob a outra. E não são necessários “quilos” de produto para atingir o efeito da pele bonita. Na verdade, na maquiagem HD, o menos é mais.

Há uma infinidade de produtos de tecnologia HD disponíveis no mercado, bases, pós faciais, blushes, batons, sombras. Mas também encontramos novas forma de maquiar com essa tecnologia, como por exemplo, a técnica de air brush; onde uma pistola (aerógrafo) com produtos específicos é ligada a um compressor de ar que produz jatos de tinta direcionados aos pontos que se deseja maquiar. O efeito é bem legal, e também permite maquiagem corporal, por exemplo. O air brush é muito utilizado para maquiagens de efeitos especiais e maquiagem cenográfica.
Marcas como Make Up For Ever, Kryolan, Temptu, Smashbox, NYX, entre muitas outras, são ótimas para compras produtos de maquiagens HD. Mas, devido a difusão da tecnologia, já encontramos outras empresas que fabricam produtos HD com um valor bem mais em conta.
Mas Ju, e a maquiagem 3D, é a mesma coisa que a HD? Funciona?
Não. A maquiagem 3D é sim, uma pegadinha para venda. Maquiagens denominadas 3D, são maquiagens com uma grande concentração de mica. Ou seja, são maquiagens que tem muito brilho na sua fórmula. Por brilharem muito, os fabricantes dizem que dão o efeito de “saltar aos olhos” como no 3D. Sendo assim, a maquiagem 3D é um mito.

Já a maquiagem HD é uma (feliz) realidade!Um mito derrubado e um fato consumado.

 
Gostaram? Já usaram produtos de tecnologia HD? Se sim, o que você usou e o que achou?
É maquiadora por formação e por paixão, formou-se em Maquiagem Profissional. Editora do blog A Juliana Não Quer Sambar, acredita que toda boa conversa deve vir acompanhada de uma xícara de café. Gosta de boa música, ama seus gatos, – Amy, Aretha e Frank – e um bom e velho Rock and Roll.

Mythbuster da maquiagem | Maquiagem vs. Pele

MITO: MAQUIAGEM FAZ MAL PRA PELE?

Olá! O assunto de hoje é um pouco polêmico, eu sei. Mas ele é de grande valia para todos. Em especial, para os estudantes da área da beleza ou jovens maquiadores.

A gente sabe que em tempos de internet, conseguimos muita informação, graças a Deus. Entretanto, nos deparamos com uma falta de certeza ou até embasamento sobre algum assunto. Sempre rola uma dúvida eterna, aquele, “Ah! Uma miga me disse…”, “eu vi num site”, etc.


Sendo assim, fiz um apanhado de perguntas que sempre ouço e respondo, pra tirar suas dúvidas. E caso você não tenha dúvidas, pelo menos terá uma informação concreta de brinde. 😉

Essas perguntas serão divididas em algumas postagens que vou fazer por aqui, ok?


Vamos pegar um túnel do tempo e voltar pro Egito, onde tudo começou. Naquela época, se maquiar, além de ser parte do embelezamento, era considerado parte da rotina de higiene. Assim como, tomar banho, fazer xixi e etc.

Nessa época, homens e mulheres, se maquiavam. Olhos eram delineados, peles eram esbranquiçadas. E o material para isso tudo eram: chumbo, arsênio, clara de ovo, carvão, giz. Coisas ótimas para a pele e pouco cancerígenas. #SQÑ

O uso de metais pesados era muito comum. Até por que, nessa época, não tínhamos a quantidade de tecnologia e pesquisas sobre o assunto que temos hoje.

Conforme foi passando o tempo, as coisas foram melhorando. Mas ainda entre as décadas de 1920 a 1970, o conceito de maquiagem era apenas COLORIR. Então, não importava como, o importante era estar bonito.

Pergunte pra suas avós ou mães. Elas entram em pânico quando você diz que vai maquiá-las com pan cake ou base – “Pelo amor de Deus, pan cake tapa os poros, minha pele não respira!”.  Esses produtos causavam uma sensação desagradável na pele. Você ficava linda, mas o produto não espalhava direito, era necessário colocar muito produto para “cobrir” a pele. Eles eram rico em óleo também. Quem tinha a pele oleosa, já dançava; era de fato, um sacrifício ficar sempre bela. Hoje, o conceito de maquiagem, além de embelezar e colorir a pele, também é TRATAR. A quantidade de ativos para proteger contra os raios solares ou até mesmo, preencher a pele, diminuir linhas que por exemplo, um simples batom tem, é enorme. Então, isso é um mito derrubado.

 Entretanto…

Produto que tem sua formulação cosmética desconhecida, que são réplicas, ou que não tem aprovação legal para estar no país, podem sim, causar algum dano a sua pele. A gente já falou disso aqui.

Outros fatores que danam e fazem mal a sua pele:

– dormir com a maquiagem;

-Usar maquiagem vencida (principalmente base – a probabilidade de “dar ruim” é enorme!!!).

– Não retirar o demaquilante da pele depois que você limpou os olhos. (sim, tem que passar uma água e um sabão, pra não ficar resíduos).

– Não retirar completamente a máscara de cílios depois de usar.

– Não limpar os seus materiais de trabalho;

– usar pincel sujo ou não trocar as esponjas de maquiagem.

Enfim, a falta de cuidado com a sua pele no pós-maquiagem ou com seus produtos, é muito mais fácil de fazer mal pra pele do que os produtos em si. Cuide-se então!
No próximo post falaremos sobre maquiagem HD. Você tem alguma dúvida a respeito disso? Conte pra gente!

 

*imagens: reprodução

É maquiadora por formação e por paixão, formou-se em Maquiagem Profissional. Editora do blog A Juliana Não Quer Sambar, acredita que toda boa conversa deve vir acompanhada de uma xícara de café. Gosta de boa música, ama seus gatos, – Amy, Aretha e Frank – e um bom e velho Rock and Roll.