As princesas dizem não

Mais um remake da Princesas da Disney e de alguns outros aclamados personagens femininos, dessa vez sob os olhos do artista Alexsandro Palombo que mudou o olhar sobre os icônicos personagens por uma boa causa. O brilho alegre das personagens mais queridas do mundo da fantasia deram lugar a vitímas de violência doméstica.

Alexandre Palombo

Alexandre Palombo

Alexandre Palombo

Alexandre Palombo

Alexandre Palombo

Alexandre Palombo

Você consegue imaginar uma forma melhor para que estes personagens sirvam como referência?

Que seja tópico de discussões, que cause impacto, seja qual for, a violência contra mulher não pode passar batido. Não mais.

E nunca se esqueça de procurar ajuda, sempre! ?

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Mulher Maravilha no mundo da moda

Recentemente cedi aos meus impulsos e comecei a me dedicar a delícia que é colecionar action figures, e foi minha última aquisição que inspirou esse post.

A Mulher Maravilha tem tantos significados, dentro e fora dos quadrinhos, que seria quase impossível ignorá-la quando se trata da moda, afinal é uma imagem tão cheia de referências e significados.

Você sabe quem ela é? Ela é uma super-heroína da DC Comics, nasceu a princesa de Themyscira (às vezes chamada de Ilha Paraíso), e é filha da rainha das amazonas, Hipólita. Sua mãe a criou a partir de uma imagem de barro, à qual cinco deusas do Olimpo deram vida e presentearam com super poderes. Além de tudo isso, foi a primeira mulher da DC Comics, surgindo em 1941.

Ou seja, é princesa, amazona, tem os poderes das deusas gregas, é super heroína e é a primeira em seu tempo!

Eu escolhi algumas das peças mais legais que achei, inspiradas na Mulher Maravilha:

Mulher Maravilha

Carteira com aspecto vintage da Think Geek.

Mulher Maravilha

Sneaker de cano alto Rebook, SHUT UP AND TAKE MY MONEY!!!

Mulher Maravilha

Acessórios da marca nOir Jewelry.

Mulher Maravilha

Esse Converse também é bem lindo, inclusive tem uns de cano alto de outros personagens que eu tô querendo!

Mulher Maravilha

Esse tênis de cano alto da Spring Court também tem seu charme, mas o Rebook roubou meu coração! hahaha!

Mulher Maravilha

Apenas amo essa coleção da Thais Gusmão inspirada na Mulher maravilha que depois evoluiu e trouxe estampas de outros personagens da DC Comics. Os pijamas e lingeries são lindos, inclusive estou com a loja online aberta aqui em outra aba comprando algumas coisinhas!

Mulher Maravilha

Essa sapatilha, também da Thais Gusmão, é irresistível para quem curte ou não a Mulher Maravilha. Coisa Linda!

Isso é o que eu chamaria de super moda!

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Mulher Maravilha

A Entertainment Weekly publicou a imagem da nova Mulher Maravilha, Adrianne Palicki, que vai estrelar na NBC o reboot do seriado de TV dos anos 70.

Mulher Maravilha

Lynda Carter que protagonizou a personagem há cerca de 40 anos usava um uniforme bem mais ousado do que a calça de vinil que a nova versão da personagem apresenta.

Mulher Maravilha

O primeiro episódio da série terá Elizabeth Hurley como vilã, e deve estrear até o final deste ano.

No reboot da série, Mulher-Maravilha, ou Diana Prince, é uma combatente do crime que mora em Los Angeles e leva vida dupla como presidente das Indústrias Themyscyra. A nova Wonder Woman tem direção criativa de David E. Kelley, produtor famoso por ter criado séries como Chicago Hope, The Practice, Ally McBeal e Boston Public.

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.