#São Paulo | Modelagem, Estilo e Produção | Giselle Nasser

A estilista Giselle Nasser abriu vagas nas áreas de modelagem, estilo e produção em seu ateliê, Nouveau, especializado em em noivas e moda festa.

As vagas foram publicadas no perfil da própria Giselle:

giselle-nasser-vaga-oportunidade-moda-ocabide

A estilista está no mercado da moda há 16 anos, tendo desfilado coleções na SPFW. Seu ateliê, que existe desde 2013, é localizado em São Paulo, no bairro Perdizes, e conta com uma coleção fixa, bem como faz vestidos sob medida.

 

Conheça seu trabalho: www.nouveau.net.br

 

Boa sorte!

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

CdC

Finalmente chegou aquele momento que a gente tanto aguardava, a 35ª Casa de Criadores está de data marcada e O Cabide estará por lá!

De todos os eventos de moda esse é o único para o qual damos importância realmente, isso acontece pois esse é um evento que valoriza prioritarimente novos talentos e sempre busca criar novos caminhos para que designers que estão começando tenham como mostrar o seu trabalho pelo mundo.

Eu nunca escondi minha predilação por alguns nomes como Karin Feller, Walério Araújo, achei que a união de Jadson Raniere e Weider Silveiro na marca 2Dois foi incrivelmente bem sucedida e tô apostando muito nos meninos Gustavo Carvalho e Igor Dadona, que são muito talentosos e prometem muito, mas muito mesmo! Nessa edição não tem projeto BtoBe, eu sempre me emociono muito quando vejo o pessoal que rala para chegar em algum lugar nesses concursos, vocês sabem que dá certo né gente? A Karin Feller mesmo, foi a primeira vencedora do Ponto Zero e depois disso nunca mais deixou de fazer parte do line-up da CdC, então já comecem a preparar as agulhas que dá tempo de montar um projeto bem legal para o próximo concurso.

Fiquei feliz por ver a parceria com o Senac de volta, estudantes de Design de Moda da instituição desfilam criações no último dia da CdC, adoro ver formandos começando a carreira já com os pés na passarela!

E ainda, os alunos do curso de Modelagem que ganharam uma exposição no lounge do evento, e essa edição contará também com o desfile-surpresa Novos Olhares, uma parceria com o Governo do Estado que promete surpreender.

Por último mas não menos importante a campanha “Homofobia Fora de Moda”, que também estará de volta e tem como o tema “Cartão Vermelho Para a Homofobia”, o projeto selecionou 30 estampas de camisetas, entre 147 inscritas, que estarão expostas no Lounge da Galeria. Os trabalhos ainda passarão por um crivo final: um time de jurados irá julgar as criações e selecionará três delas, que serão premiadas com cheques nos valores de R$ 2.500 (1º), R$ 1.500 (2º) e R$ 1.000 (3º).

Casa de Criadores

Eu fiquei devastada quando vi o incêndio no Memorial da América Latina, onde geralmente acontece a Casa de Criadores, e achei que isso pudesse atrapalhar um pouquinho a agenda do evento, mas a CdC já aconteceu em outras locações e dessa vez não vai ser diferente.

O evento será realizado entre os dias 4 e 6 de junho, na Galeria Prestes Maia no Centro de São Paulo, local que o evento ama e vive visitando, como esquecer daquele edição lindíssima no Viaduto do Chá?

Queremos fazer algo especial para a cobertura dessa edição, ainda não sabemos se dará certo… Mas o importante é estar lá e compartilhar tudo com vocês, não é? <3

Para ler mais posts sobre a Casa de Criadores CLIQUE AQUI.

*Imagem: Divulgação

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Técnico em modelagem

Para estudar moda não necessariamente você precisa fazer uma faculdade, cursos superiores de moda tendem a ser caros e inacessíveis.

Para realizar seu sonho você pode optar por um curso técnico, uma ótima opção para entrar no mercado da moda, que tem uma demanda enorme de mão de obra qualificada.

Um curso técnico pode garantir seu espaço, já que você terá conhecimento em áreas especificas, todas constantemente tem grande necessidade desse tipo de profissional.

Técnico em modelagem

Por isso não percam as inscrições para o vestibulinho do Ensino Técnico Integrado ao Médio em Modelagem do Vestuário.

As inscrições estarão abertas até o dia 30/10.

*imagem: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Livro do dia: Modelagem Brasileira – Tabelas de medidas

O livro do dia hoje é algo que eu cobicei muito enquanto estava na faculdade, pois esse era o tipo de informação que eu podia pesquisar onde fosse, era quase impossível de achar, só a Euzita (entendedores, entenderão) mesmo para me ajudar.

Um livro que uni as tabelas de medidas para modelagem? Incrível, não?

Ainda bem que hoje em dia tem e é bem mais fácil de achar!

MIB: Modelagem Industrial Brasileira – Tabelas De Medidas, traz as tabelas nos três segmentos, masculino, feminino e infantil, desde o recém-nascido.
MIB: Modelagem Industrial Brasileira - Tabelas De Medidas

Na sinopse tudo o que precisávamos saber, a obra é de fácil leitura, e os dados organizados são o apoio perfeito para todos os tipos de modelagem.

“A riqueza de detalhes das medidas permite adaptar as bases a qualquer tipo de corpo. As dicas de modelagem vão de como alinhar uma fenda a como eliminar os ‘bigodes’ em calças.”

Não faço modelagem de nada há séculos, quem sabe não era por não ter as ferramentas necessárias?

MIB: Modelagem Industrial Brasileira –  Tabelas de Medidas

Autor: Sonia Duarte

Editora: Guarda Roupa

*imagem: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Dicas de costura

Aprendi a costurar durante a faculdade, lá eu usava máquinas industriais, em casa eu tinha uma Singer com uns 30 anos de idade que tinha sido de uma tia da minha mãe (e era incrível) e no curso livre que fiz na época usava uma máquina caseira também, porém mais atual.

Isso tudo já faz tempo, fiquei bastante tempo sem costurar depois que me formei, lembro bem que eu até gostava de costurar mas perdia a paciência rapidinho. Acho que a obrigatoriedade dos trabalhos e a pressão de todo mundo que achava que estudar moda era igualzinho um episódio de Project Runway, estragavam um pouco o hobby de costura.

Mas eu nunca deixei de gostar, e no final do ano passado ganhei do meu pai uma máquina novinha, minha primeira máquina. Eu amei!

E tenho me sentido mais empolgada para costurar, tanto que quero voltar a estudar costura. Mas enquanto a oportunidade (tempo+dinheiro) para um curso não vem, tenho usado a internet como professora para meus projetos, e queria compartilhar algumas dicas de costura que encontrei no meio do caminho, itens básicos para desenvolver uma peça, seja ela qual for.

Por exemplo, quando eu estudava costura usava uma máquina para cada função (reta, overlock e galoneira), mas nas máquinas caseiras você tem que escolher o ponto certo para realizar cada tipo de acabamento:

https://www.youtube.com/watch?v=Mj6EgCmfZWI&x-yt-ts=1421914688&feature=player_embedded&x-yt-cl=84503534

Se você estiver desanimado com suas habilidades escolha um projeto simples, que seja fácil de concluir, se você começar por projetos mais elaborados o risco de não ter um bom resultado pode te desanimar. Veja no vídeo como é fácil fazer uma saia com pala:

Se você anda perdendo muito a paciência com a sua máquina de costura, o problema pode não ser sua paciência. Máquinas de costura exigem cuidados e manutenção constante, quanto mais você usa, mais precisa prestar atenção nas necessidades da máquina:

E tem sempre aquelas dicas de mãe/tia/vó para facilitar o cotidiano:

Dicas de costura

Pregue botões de quatro furos com pontos paralelos. Se um lado soltar, o outro permance preso à roupa.

Ao costurar tecidos leves, dê um nó apenas em uma ponta da linha. Em tecidos grossos, junte as duas pontas.

Para melhorar o caimento de saias, calças e vestidos pendure-os em um cabide antes de fazer a bainha.

Costurar bem a mão é indispensável, os pontos mais usados são:

  • Chuleio Usado para remate, deve ser costurado sem tensionar muito o fio.

  • Corrido Uniforme e menor, ele é indicado para consertos delicados.
  • Alinhavo Ponto temporário, ideal para marcar a costura de bainhas e punhos.

Por último, mas não menos importante, meus sites de costura preferidos:

www.superziper.com

www.youtube.com/SingerdoBrasil

www.clubinhodacostura.com

www.blogforbettersewing.com (esse site está em inglês, mas vale o clique, ela tem modelagens e tecidos lindos a venda no Etsy e no Butterick, ambos entregam no Brasil)

www.tillyandthebuttons.com (também em inglês, confira os tutoriais, são simples e as peças são lindas)

Espero que as dicas sejam úteis!

*imagens e vídeos: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.