O tumulto do Nylon

No período de pós guerra a mulherada da primeira metade do século XX se viu completamente sem recursos para produzir e vestir meias calças de seda.

Mas foi a guerra que permitiu a exploração de novas matérias primas e foram esses produtos que tiraram as mulheres do sufoco. Num momento mais complicado para a moda, em que as mulheres já desenhavam a risca da costura da meia nas pernas para não perder a elegância, a DuPont veio e tirou todo mundo do buraco, lançando as cobiçadíssimas meias de Nylon, que causaram tumulto no lançamento na Macy’s e foi sucesso absoluto de vendas!

nylon-meia-historia-moda-ocabide

Mas história é bom mesmo ver de perto, né?

Então, vem comigo!

*imagem e vídeo: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Sem celulite

Aqueles furinhos indesejáveis, que todas nós odiamos, a famosa celulite, agora temos uma aliada, a meia-calça Sigvaris Sculptor,  que combate a celulite, com apensas seis horas diárias de uso.

Sigvaris Sculptor

É uma meia-calça anticelulite, que une a tradicional terapia da compressão Sigvaris com o inovador fio de poliamida Emana, fabricado pela Rhodia.

Aliando beleza, saúde e conforto ao toque suave da microfibra, comprovadamente melhora a microcirculação local, aumenta a elasticidade da pele e reduz os sinais da celulite.
Os cristais bioativos do fio Emana absorvem o calor do corpo devolvendo-o em forma de raios infravermelhos longos. A interação entre o infravermelho longo e o corpo estimula a microcirculação sanguínea, auxiliando no combate à celulite.
 Sigvaris Sculptor
• Design anatômico modela uma silhueta atraente.
• Maior concentração do fio Emana® nos glúteos e superior das coxas.
• Compressão graduada melhora a circulação sanguínea.
• Única meia-calça com compressão graduada anticelulite com registro na ANVISA.
Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.