Tá vendo aquela lua, que brilha lá no céu (desculpa não resisti ao trocadilho)

A moda é o melhor e mais apurado registro do espírito dos tempos. Pensa bem, nos últimos anos tivemos que lidar com guerras, terrorismo,Temer e Trump, como as tendências reagiram? Unicórnios e sereias se tornaram o centro de tudo, da roupa até a maquiagem. Em um momento difícil buscamos refúgio no lúdico.

Continuamos vivendo uma fase conturbada, o assédio sexual está em pauta constantemente (tem muita sujeira saindo debaixo do tapete, né?), os fascistas decidiram mostrar as caras, a economia está em crise no mundo todo, o desemprego está em alta e nós, os chamados millennials, somos considerados como uma geração perdida, sem identidade e sem prospectos para o futuro. Nós estamos o tempo todo, sem sucesso, em busca de respostas para perguntas que nem sabemos de onde surgiram. Foi assim que os astros ganharam a vez, fomos buscar respostas no místico e o zodíaco voltou a ganhar força no século XXI.

Deixamos de lado os unicórnios e passamos a vestir nossos signos, nos maquiar com as cores de pedras místicas e nos cercar de símbolos com significados enigmáticos.

Então esse é o momento de investir em peças com estampas que remetam ao que vem do céu (por isso o título infame para esse post). Planetas, nebulosas, estrelas e cometas são bem vindos. E você vai encontrar tudo isso na coleção THE FEVER – VOLUME 1, da marca Chica Bolacha, que vocês sabem que eu amo! A coleção foi lançada na última quarta-feira (28), trazendo vestidos atemporais em tule e jaquetas statement,  e foi feita pensando nas grandes cidades e nas mulheres ocupando estes espaços.

Dá uma olhada:

E se você está amando essa tendência também vai curtir esses itens:

Choker Estrelado – Ziovara
Case – Gocase
Oxford – Insecta Shoes
Bath bomb Rocket Science – Lush

 

Se você vai estar em SP neste final de semana, poderá conferir a coleção da Chica Bolacha no Pop Plus:

20º Pop Plus
Quando: 3 e 4 de março de 2018, sábado e domingo, das 11h às 20h
Onde: Salão Grand Real do Club Homs – Av. Paulista, 735 (Metrô Brigadeiro) – São Paulo/SP
Quanto: entrada gratuita

E você, também busca respostas no cosmos?

 

P.S.: Essa é só uma entre várias teorias que relacionam comportamento e consumo, se vocês quiserem um post mais aprofundado sobre o assunto me avisem nos comentários.

*imagens: Reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Resenha: Shampoo sólido New da Lush

Eu já falei algumas vezes aqui no blog sobre uma dermatite que tenho no couro cabeludo que tem me incomodado há muito tempo e que continua me dando trabalho mesmo depois de ter raspado a cabeça. Eu fui várias vezes ao dermatologista e experimentei todo tipo de shampoo e algumas loções, nenhum deles trouxe resultados.

Como vocês sabem esse não foi o motivo que me levou a raspar o cabelo, mas com certeza tem sido mais fácil lidar com a queda dos fios, com as feridas e até com a coceira.

Há um tempo atrás estava pesquisando alguns produtos para a pele e decidi olhar a composição de alguns produtos da Lush. Foi assim que descobri o shampoo sólido New.

lush-shampoo-solido-ocabide

Se você ainda não conhece a Lush vale ressaltar que trata-se de uma marca natural, com produtos feitos à mão, que não testa em animais, evita a produção desnecessária de embalagens, com matéria primas 100% vegetarianas que pratica compra ética.

lush-shampoo-solido-ocabide-3

Isso tudo me fez pensar que talvez respeitando a sensibilidade da minha pele eu pudesse ter mais resultados do que eu tive com os tratamentos mais invasivos.

Escolhi o shampoo sólido New por causa dos ingredientes que tem como objetivo tratar o couro cabeludo,  além de propor estimulo e frescor após o uso:

“Um shampoo sólido com canela, cravo e hortelã-pimenta que estimulam o couro cabeludo. Os óleos essenciais de folhas de canela, louro e brotos de cravo juntos com a hortelã-pimenta aumentam a circulação sanguínea e estimulam os folículos capilares. Uma infusão de urtiga e hortelã-pimenta estimulam o couro cabeludo e proporcionam um cabelo saudável. O alecrim suaviza e acalma seu couro cabeludo e adiciona um brilho glorioso aos cabelos.”

Estou usando o shampoo há quase um mês e posso dizer com segurança que:

Assim que você enxágua os cabelos você realmente sente o frescor, no meu caso essa sensação veio acompanhada pelo alívio de sentir o meu couro cabeludo limpo e sem coceira;

A aplicação é simples, no geral uso a própria barra nos cabelos molhados;

O shampoo sólido vem em uma barra redonda de 55g e na hora em que você pega ele na mão você acha que não vai durar uma semana, mas eu estou usando todos os dias há quase um mês e ele não mudou de tamanho, isso me faz crer que ele vai durar bastante;

Ele realmente estimula a circulação sanguínea e estou vendo cabelos crescerem nas áreas em que eu tinha falhas por causa da queda;

O perfume de cravo e canela não é forte, na verdade é bem fresco e fica no ar do banheiro e do quarto, de maneira bem agradável;

Eu ainda não sei se ele deixa os fios brilhantes (meu cabelo é curto demais para isso), mas com certeza deixa eles mais macios, e eu não uso nenhum tipo de condicionador ou leave-in.

 

Eu definitivamente pretendo continuar usando e é um produto que merece ser recomendado!

O shampoo New custa R$47,30 e você pode comprar no site da própria marca.

 

*imagens: reprodução

 

 

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.