BEDA | A minha loja

Em pleno BEDA eu sumi por uma semana e vocês estão sem post desde segunda feira. Mas eu juro que é por um ótimo motivo!

Passei a semana trabalhando em novo projeto com a minha mãe, com quem sempre divido meus sonhos e meus empreendimentos. Desde o ano passado temos trabalhado informalmente com o comércio de bolsas e acessórios. A ideia era usar o conhecimento que temos sobre produto para encontrar peças em preços acessíveis sem abrir mão do estilo, e gerar renda extra, é claro.

Acabamos gostando mais do nosso trabalho como vendedoras do que jamais poderíamos imaginar e quanto mais nos apronfundávamos na busco por produtos bacanas, mais divertido nosso trabalho ficava.

11855462_10200884110862729_989458543_n

Decidimos investir de verdade em nosso pequeno comércio e começamos a sonhar grande. E o primeiro passo para o nosso sonho é a nossa loja virtual.

Essa semana nasceu a olhamaria.com.br, ainda há muito trabalho a ser feito, alguns detalhes que eu gostaria de aprimorar, mas no geral estou bastante orgulhosa por termos chegado até aqui.

03

 

Modelo da marca DaiBags

O layout, a logística do e-commerce e todo o marketing digital são responsabilidades minhas, estou desenvolvendo tudo com muito carinho e resgatando algumas habilidades profissionais que eu achava que já não tinha mais.

Estamos muito animadas, nosso estoque está cheio de coisas lindas e vai continuar crescendo, muitos novidades chegarão em breve!

Acompanhe nossas novidades em nossa página no Facebook e em nosso Instagram ?

 

*imagens: divulgação

**Saiba mais sobre o BEDA

badge_post_01

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Lista negra

Como nem só de leitura acadêmica se faz um repertório, fui atrás de algum livro bacana e gostoso de ler que fosse sobre moda mas sem abordagem de assuntos técnicos ou comerciais e achei esse aqui para indicar para vocês:

Livro Como entrei na lista Negra da Hermes

Esse é o problema do itens de desejo, quando a gente menos espera todo mundo já tem, e quem realmente quer ficar sem e caí na lista de espera das marcas. Foi pensando nisso que o autor Michael Tonello baseou a narrativa bem humorada do seu livro “Como entrei na lista negra da Hermés”, onde conta suas aventuras e táticas para driblar as filas de espera e conseguir sua Birkin, modelo de desejo da grife de luxo há muitos anos.

De vez em quando é bom rir dos exageros da moda, e acho que esse livro é bom começo!

Boa leitura!

*imagem: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Lady Dior As Seen By

Agora a noite foi dado o início a Expo “Lady Dior As Seen By”, sobre a icônica bolsa da Christian Dior criada em homenagem a Lady Di, em 1995.

Lady Dior as Seen By

*Patrick Dermachelier

A mostra fica entre os dias 21/02 e 10/03  no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. Lá, estão reunidos os trabalhos de mais de 80 artistas, com reinterpretações da bolsa, feitas através de imagens e esculturas.

Entre os artistas nomes como David Lynch, Patrick Demarchelier e John Cameron Mitchell.

Instituto Tomie Ohtake

*imagem: reprodução
Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.