Não deu match

Era esperado que a falta de habilidade social nos levasse a encontrar atalhos que trouxessem novos interesses românticos/sexuais para nossa vida da forma mais prática possível. Foi assim que nasceu o Tinder,  o aplicativo baseado na locação das pessoas que facilita a comunicação entre pessoas com interesses mútuos.

O funcionamento é até bem inteligente, usando os seus dados do Facebook o Tinder constrói o seu perfil usando as fotos que já estão lá. Informações básicas são acumuladas e um gráfico social do usuário é analisado. Candidatos que provavelmente são mais compatíveis com base na localização geográfica, número de amigos e interesses em comum são unidos em uma lista de possíveis matches.

tinder-app-aplicativo-relacionamento-match-ocabide

Com base nos candidatos potenciais o app permite que os usuário se curtam anonimamente, assim você te as opções de gostar ou passar um candidato até que vocês se curtam mutuamente e se tornem o cobiçado match.

Parece simples, não é? Se só analisarmos a parte técnica é bem simples mesmo, mas do outro lado aplicativo estamos nós, humanos cheios de falhas – uns mais do que os outros – mostrando apenas o que queremos que os outros vejam com fotos e poucas linhas de descrição.

tinder-app-aplicativo-relacionamento-match-ocabide-2

Basicamente isso significa que não há limites, todo tipo de pessoa, com todo tipo de fantasia pode ser encontrada por lá. É possível encontrar pessoas incrivelmente interessantes ou todo tipo de maluco (a) que existe ao seu redor. Mas a gente tenta mesmo assim, acaba tendo uma ou outra experiência interessante, mas no geral é das bizarrices que a gente vai lembrar!

tinder-app-aplicativo-relacionamento-match-ocabide-3

E eu vim aqui para falar das bizarrices, é claro. Durante um tempo eu acumulei alguns ótimos motivos para “passar” uma pessoa no aplicativo. No geral homens, eu nunca encontrei um perfil de menina que me fizesse sentir vergonha alheia.

De quebra vou ilustrar os meus motivos para fugir de alguém no app com postagens do pessoal do Eu no Tinder, cheias da realidade mais dura de quem tem procurado o seu match. Também vou adicionar uma ou outra experiência pessoal ao post, senão não teria a mesma graça, né?

Vamos lá?

  • Motivo #1: foto do próprio casamento/ bem casado e feliz, procurando pessoas interessantes.

Uma foto publicada por O Cabide (@ocabide) em

Hoje não, Faro!    

  • Motivo #2: Tem 18 anos, com carinha de 14 e descrição de 10.

É um teste de paciência? Não passei.      

  • Motivo #3: É mais bonito (a) do que eu. 

Que atire a primeira pedra quem nunca deixou de dar um like porque não se sentiu a altura do boy (ou mina) magia!    

  • Motivo #4: “A procura da batida perfeita” – Uma vez eu sentei por mais ou menos meia hora para ver quantos perfis com essa frase na descrição eu conseguia encontrar. Encontrei sete! Nessas horas a gente sabe que na paquera a originalidade pode ser indispensável.

No mínimo me faça rir!    

  • Motivo #5: A primeira coisa que ele te diz é que é tarado e safado.

Uma foto publicada por O Cabide (@ocabide) em

 

E para você, qual é o deal breaker nos apps de relacionamento?

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Que tal ouvir música de graça, ilimitada e offline no celular?

Olá pessoal, estou de volta. Depois do texto sobre Fear The Walking Dead, volto pra falar pra vocês sobre uma nerdice diferente, mas que provavelmente vai fazer a cabeça de muita gente.

Quem nunca sofreu com poucas músicas na sua lista de reprodução devido a pouca memória disponível no celular ou já enjoou da lista que tem e não está fácil substituir as músicas agora? Se você é como eu, que faz tudo no dia-a-dia ouvindo música, sabe do que estou falando.

Mas, pode começar a ficar de bom humor, há um aplicativo pra salvar a sua vida! Trata-se do Mix Radio, o app desenvolvido pela Nokia e lançado em 2014, que está disponível para Android, iOS e Windows Phone, e permite que você crie suas playlists, ou utilize diversas já pré-determinadas, e ouça-as offline, deixando a memória do seu celular livre pra qualquer outra coisa que você queira.

O Mix Radio é um serviço de streaming de músicas e é considerado o mais personalizável do mundo. Funciona como uma estação de rádio em que todas as músicas são escolhidas especialmente pra você, tanto as que você já gosta quanto as que quer conhecer.

Minha opinião: O aplicativo extremamente agradável de usar, tem muitas funções bem legais, é leve e não trava o sistema (testei em um iPhone 5C e em um Galaxy S3, e não notei diferença de performance entre eles). Além disso o visual é bastante agradável, o desempenho é ótimo é descomplicado e conta com uma interface bem intuitiva. No serviço de streaming é possível não só ouvir as músicas que você quer, como ouvir uma playlist elaborada pensando no próprio usuário, com base nos seus gostos. O aplicativo vai aprendendo o que você gosta e selecionando outros artistas que seguem a mesma linha das músicas que você ouviu e gostou.

Nos dois aparelhos o aplicativo funcionou muito bem, com ótima reprodução de faixas e além do visual bonito e usabilidade bem simples possui comandos em português e um tutorial de como usá-lo. Além do estilo de rádio via streaming ele conta ainda com reprodução de músicas offline (que é a grande sacada do app e o que me faz usá-lo todos os dias), além das letras para acompanhar as canções, e um acervo gigantesco de músicas.

O único porém é que, no modo offline, você não pode voltar a ouvir uma canção que acabou de tocar. Nessa função o Mix Radio só permite pular as faixas para as próximas, e ainda assim, um número limitado de vezes por hora. Mas nada que desabone o app. Afinal, sendo um app gratuíto, está mais do que justo.

Prós

  • Uso bem intuitivo
  • Multiplataforma
  • Músicas aleatórias
  • Visual limpo e bonito
  • Sem anúncios e propagandas entre as músicas
Contras
  • Skips limitados na função offline
  • Função offline limitada a 4 playlists diferentes

 

Baixe o aplicativo e nos conte o que achou!

 

*imagens: reprodução

É publicitário, gestor estratégico e ambiental, empresário, marido, dono de 3 gatos e editor do O Que Não Mata, Engorda. Apaixonado por música, cinema, literatura, automobilismo e ótimos papos com os amigos.

Resumo da semana #14

Quase não rolou resumo hoje por motivos de: é emenda de feriado e eu quero beber! =p

Mas esse é um dos posts que eu mais gosto de escrever na semana, então não pude evitar. Tão preparados?

Pega sua taça de vinho e vem comigo!

 

Google anunciou que vai trabalhar com a Levi’s para criar um tecido teccnológico: http://bit.ly/1KKFQzQ

Grupo francês dono da Louis Vuitton negocia a compra do jornal Le Parisien: http://bit.ly/1G0L2P0

Industriais e trabalhadores da confecção se unem para frear demissões: http://bit.ly/1T2hHul

forever-21-brasil-lojas-venda-ocabide

Com o dólar alto, peças da Forever 21 no Brasil custam quase o mesmo preço que nos Estados Unidos: http://abr.ai/1T2iewq

BASF fechará fábrica em São Bernardo até o fim do ano: http://abr.ai/1T2ikEe

Mato Grosso irá reunir produtores e indústria têxtil para o III Workshop da Qualidade do Algodão: http://bit.ly/1T2iFGT

Rana-Plaza-bangladesh-desabamento-ocabide

Proprietário de fábrica têxtil que desabou em Bangladesh acusado de homicídio: http://bit.ly/1KKHAZN

Dafiti cria app para tornar possível a prova virtual de roupas: http://abr.ai/1KKHRfh

Coleções de inverno encalham no Bom Retiro: http://bit.ly/1KfOwjw

zara-dono-marca-loja-ocabide

Dono da Zara é o segundo mais rico do mundo: http://abr.ai/1T2j9gd

Jeanswear é destaque dentro das coleções das grandes varejistas: http://bit.ly/1G0OrgK

As 20 marcas mais valiosas do mundo: http://abr.ai/1KKITb9

belgica-femme-de-la-rue-lei-ocabide

Bélgica proíbe cantadas de rua com multa de até R$ 3.000: http://bit.ly/1KfS2KS

FIFA obriga atletas a se submeterem a um exame para disputar a Copa do Mundo feminina: http://bit.ly/1T2lVSw

Na véspera da Parada, Igreja Católica lança nota em apoio à comunidade gay: http://bit.ly/1T2m9Jt

Suffragette-filme-trailer-feminismo-ocabide

As origens do feminismo estão no primeiro trailer de ‘Suffragette’: http://bit.ly/1KfT89B

Argentina se mobiliza pela primeira vez contra assassinatos machistas: http://bit.ly/1KfTgG0

Movimento feminista sai do armário e ganha vertentes do pop à periferia: http://bit.ly/1T2mJqO

levis-1880-jeans-colecionador-historia-da-moda-ocabide

Colecionador encontrou jeans do século XVIII:  http://bit.ly/1G0TJbV

Em continuação á ação #VocêNaCapa, Elle torna leitoras estrelas na edição de junho: http://bit.ly/1G0U2nh

Laetitia Casta explica o empoderamento feminino por trás do novo perfume Nina Ricci: http://abr.ai/1dkv3Bd

Johnny Depp é o novo garoto propaganda da Dior: http://bit.ly/1KfUEIN

 

Menção honrosa para a belíssima Caitlyn Jenner, que mal chegou e já quebrou a internet! http://glo.bo/1T2o68T

 

Bom final de semana, cabideiros! <3

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Hipster Girl

Um jogo para você brincar de dress up com uma série de opções para montar sua bonequinha ao melhor estilo hipster. Tem tattoos, camisas xadrez, botas, vários estilos de cabelo e é claro, vários modelos de óculos, afinal, hipster que é hipster tem que ter um par de óculos, né?

Hipster Dress Up

Olha só como ficou a nossa bonequinha Hipster!

Faça a sua também!

*imagem: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Colorama – Continente Africano

Com inspiração nas estampas dos tecidos africanos, a Colorama lança mais uma coleção de esmaltes – África à Vista. São oito cores bem quentes, com nomes que lembram o continente africano: Raiz, Cipó, Flor do Deserto, Mar Sem Fim, Noite Africana, Horizonte Azul, Banana e Terra Batida.

Colorama - Continente Africano

Quer saber como fica o esmalte em suas unhas, entre no site,  faça uma simulação e confira a cor que ficará perfeita em suas unhas.

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.