O vestido mágico

Ontem aconteceu em Nova Iorque o badalado Met Gala, evento beneficente organizado por Anna Wintour, que doa o lucro dos convites para o Metropolitan Museum of Art’s Costume Institute.

Neste ano, o tema do baile foi Manus x Machina: Moda na era da tecnologia, e provavelmente o vestido que o melhor retratou foi o escolhido por Claire Danes.

No red carpet o belo vestido azul claro de Zac Posen fez com que a atriz parecesse uma Cinderella moderna, mas o look guardava uma surpresa.

claire-danes-vestido-zac-posen-met-2016-ocabide-2

O vestido era completamente iluminado e brilhava no escuro! Feito em uma organza tecida com fibra ótica e com 30 mini baterias escondidas no forro o vestido acendia, o efeito não apareceu no red capert mas o estilista fez alguns registros mostrando o resultado final:

Um vídeo publicado por @zacposen em

Uma foto publicada por @zacposen em

Esse é um ótimo retrato da maneira experimental como o estilista aborda a moda.  Zac Posen declarou: “Nós fizemos o tecido sob medida, porque eu queria algo que tivesse uma certa transparência, e que conseguisse parecer iluminado”.

E ainda que o destaque do vestido fosse a iluminação, não podemos deixar de notar a dedicação do estilista para outros detalhes, como o corte, o caimento e até o acabamento sem costura, que faz o vestido parecer ainda mais estatuesco.

 

Incrível, não?

 

*fotos: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Lojas Renner lança nova marca de roupas plus size

A comunidade plus size esteve agitada na internet hoje com a notícia do lançamento de uma marca dedicada ao segmento criada pelas Lojas Renner. Essa seria uma ótima resposta de um grande magazine a uma demanda feita ao mercado da moda há muitos anos e prova que está cada vez mais difícil não ouvir o que o consumidor tem a dizer.

A nova marca se chama Ashua Curve Size, terá o lançamento oficial no dia 30 de março, com venda exclusiva pelo e-commerce.

Na verdade eu ainda não encontrei mais notícias sobre a marca ou sobre o lançamento, tanto o site quanto as redes sociais (Facebook e Instagram) não fazem qualquer menção de que esse seja um projeto relacionado às Lojas Renner, bem como não vi qualquer tipo de pronunciamento oficial da rede de lojas de departamento, então teremos que aguardar.

De qualquer forma o vídeo de apresentação é muito bonito, conta com a presença das modelos Gabriela Ferst, Betina Körbes, Gabriela Schio e Fabiana Machado, e tem um bela mensagem sobre quebrar padrões de beleza:

“Por que milhões de mulheres no mundo todo
tem que caber em apenas 3 etiquetas: P, M ou G ?
A gente acredita que cada mulher
pode ter o corpo e as curvas que quiser.
E nessas curvas cabe tudo.
Cabe ser sexy, poderosa, desejada.
Qual é o tamanho do seu talento?
Qual é o tamanho da sua vontade?
Isso é o que realmente importa.
E não a cintura da sua calça jeans.
Olhe para o mundo como quem olha para o espelho e diga:
Sim, essas são as minhas curvas.
Essa sou eu.
Ashua
Curve Size.”

 

Assim que tiver mais informações atualizo esse post para vocês!

 

*imagem e vídeo: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Biquínis plus size

O ano passou voando e blá blá blá (esse discurso vocês já conhecem), finalmente vou ter uma chance de tirar uns dias de folga de tudo, curtir meus amigos, beber whisky (Santo Jack Daniels <3) e desfilar minhas curvas com orgulho na beira de uma piscina.

Essa será a primeira vez que eu visto um biquíni sem sentir vergonha de mim mesmo e também é a primeira vez que faço isso me achando gostosa (sim, eu me acho gostosa). E tive que pesquisar bastante até encontrar o modelo perfeito, o que não foi fácil considerando que marcas de moda praia plus size são raras, modernas e com preço bacana são quase uma utopia.

Fiz uma pesquisa e achei algumas coisas bem interessantes, pensei que seria bacana transformar essa pesquisa em um post!

Se você está afim de usar algo com uma pegada pinup feita sob medida para o seu corpinho, ‘A minha praia é‘, irmã mais nova da marca Upsy, é a marca para você! Acho impossível não se apaixonar por esses biquínis e maiôs cheios de charme, dá uma olhada:

A For All Types (F.A.T.) produz roupas de banho e lingeries a partir do tamanho 46 (sem limite máximo de tamanho), tem ficado conhecida nas redes por ser uma das marcas que trouxe para o Brasil um modelo de biquíni muito popular entre as gringas. Além disso a marca é bem democrática e você pode montar seus biquínis como quiser!

A Surpreenda Store tem aquele estilo retrô maravilhoso que eu não canso de amar, principalmente quando se trata de moda praia. Lá você vai encontrar uma boa variedade de biquínis e maiôs, e também te dá a opção de montar seu biquíni com as peças que quiser. Eu achei os modelos dessa loja os mais sexy que encontrei, infelizmente o maior tamanho é o GG.

A VK é uma loja plus size multimarcas com muitas opções, inclusive quando se trata de moda praia. Lá você pode encontrar partes separadas, conjuntos, maiôs e saídas de banho. Só agora, na hora de postar, que eu percebi que só escolhi biquínis pretos, mas lá tem uma porção de cores e estampas.

E aí, preparadas para as férias?

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Wishlist plus size: Wear Ever

Vai ter wishlist toda semana? Talvez.

Na verdade se eu fosse seguir o ritmo frenético do meu consumismo, teria wishlist todo dia!

E dessa vez selecionei algumas peças de uma marca maravilhosa, com um estilo super urbano e bastante rock’n’roll, para quem ama streetstyle, mas é plus size e nunca consegue achar marcas que tenham a ver com o seu estilo.

Com um precinho bacana, muitas opções e uma grade que vai até o tamanho EG a Wear Ever ganhou meu coração e vai ganhar o seu também!

  • Calças

Disco pants red:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-8

  • Saias

Saia de couro:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-11

Saia midi pied:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-12

  • Blusas

Camisetão high slit listras:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-2

Moleton raglan preto:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-4

Camisetão Girl Power:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-6

Camisetão can’t sit:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-7

Camisetão Catcorn:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-10

*você pode encontrar todas as camisetas em várias outras modelagens, coloquei os camisetões porque foi a modelagem que mais me interessou.

  • Shorts

Puzzle:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-5

  • Macaquinhos

Xadrez Vermelho:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide

Guipir Ice:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-3

Skull:

wear-ever-plus-size-wishlist-ocabide-9

 

Acho importante ressaltar que só coloco nessas listas itens que realmente desejo e usaria, esse não é um post pago, se fosse vocês seriam avisados lá no começo do texto.

Eu passo bastante tempo na internet e muito desse tempo é gasto em e-commerces, parte porque eu tenho uma loja virtual que pretendo expandir, parte porque sou uma ávida consumidora de moda e gosto de saber o que há disponível no mercado.

Eu tenho a impressão de que essas wishlists plus sise podem ser úteis para muitas mulheres que são gordas e estão afim de manter o estilo, o que vocês acham? Vocês estão gostando das wishlists?

Vale a pena seguir a marca no Instagram para ver meninas de todos tamanhos usando peças da marca:

 

Fica a dica para a marca usar mais representantes do plus size em seu catálogo e campanhas.

 

E antes que eu me esqueça, a marca também oferece opções masculinas!

A marca vai participar da Black Friday (27/11) com descontos de até 50%, aproveitem:

Uma foto publicada por Wear Ever (@lojawearever) em

*imagens: reprodução

 

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

5 peças de roupa que eu quero ver do meu tamanho #EscutaModaPlus

Bom, vocês já estão cansados de saber que eu tenho me divertido MUITO pesquisando marcas plus size nacionais e internacionais, tô absolutamente adorando fazer as wishlists plus size aqui no blog e tem sido uma verdadeira jornada redescobrir o meu próprio estilo depois que me aceitei como gorda.

Mas isso não significa que eu não fique de olho no que rola com a moda como um todo, até porque eu gosto muito de moda e gosto muito de acumular referências de estilo.

Juntando toda esse pesquisa eu cheguei a várias conclusões, duas delas são básicas:

  1. A moda plus size precisa absorver melhor as tendências, acompanhar o mercado para todas as idades e para pessoas com necessidades e estilos diferentes. Não dá mais para investir apenas em vestidos de malha e camisas largas de estampa floral que cobrem o quadril, por exemplo. Nós queremos mais informação de moda, coleções bem pensadas e interessantes que ressaltem nossas curvas e nossas personalidades.
  2. A marcas que não são plus size precisam expandir suas grades. O plus size precisa estar presente em lojas com outra segmentação, outro apelo comercial. Não dá mais para só as marcas plus size venderem tamanhos grandes!

Foi a partir de desejos como esses que surgiu o #EscutaModaPlus, movimento criado pela maravilhosa Babu Carreira (atriz, stylist e blogueira), que tem como objetivo fazer com que as marcas do segmento prestem mais atenção no que seus consumidores realmente querem e como queremos ser representados. Use essa hashtag nas redes sociais para falar sobre mudanças que gostariam de ver na moda plus size, participe do movimento e ajude a dar voz para o que nossas vontades.

Vou usar O Cabide para falar ainda mais sobre marcas, fazer reviews de produtos e coleções, vou tentar falar com pessoas que criam moda plus size e acima de tudo vou falar sobre o que eu, como blogueira e designer de moda, acho que pode mudar nesse mercado.

Hoje vou falar sobre algo que atinge todas as gordas, peças de roupas que eu gostaria que as marcas fizessem do meu tamanho, mas não fazem. Fiz uma lista com 5 itens pelos quais me apaixonei, mas não posso ter pois as marcas não possuem uma grade de tamanho maior, dá uma olhada:

Eu sou apaixonada por bordados, realmente acredito que trabalhos de superfície podem transformar completamente uma peça, além de agregar valor inestimável. Eu já tinha declarado meu amor por essa jaqueta da Joulik lá no nosso Instagram, logo, ela foi a primeira peça de roupa que pensei em adicionar a essa lista. Não vou levar em consideração fato dela custar R$2.499,00 e ser inacessível para mim de qualquer forma, vou apenas ressaltar o fato de que marcas com design único e diferenciado nunca se lembram dos consumidores que usam tamanhos grandes:

Uma foto publicada por O Cabide (@ocabide) em

Eu amo a marca Antix como um todo, tenho vários vestidos da marca que é conhecida por suas estampas delicadas e bem elaboradas. A questão é que o maior tamanho da marca é o G, o que faz com que usar esses vestidos só seja possível se eu fizer uma dieta. Alguns modelos até me servem se eu estiver usando tamanho GG, mesmo que eu tenha seios grandes e quadris largos. Mas no geral é uma marca que não atende mulheres que usam tamanhos grandes.

A coleção Lembranças Verão/2016 tem estampas incríveis com inspiração étnica e o vestido América Central – Mercúrio ganhou meu coração:

5-pecas-que-gostaria-de-ver-no-meu-tamanho-escuta-moda-plus-antix-ocabide

Eu conheci a estilista Karin Feller quando ainda estávamos ambas na faculdade, acompanhei sua carreira desde o início e continuo acompanhando seu crescimento com orgulho, afinal de contas ela é incrível. Há alguns anos eu adquiri algumas peças de sua marca, mas desde que engordei não tive mais a chance de usar qualquer peça assinada pela estilista. Karin é uma verdadeira artista e tem criado estampas maravilhosas em aquarela, infelizmente o maior tamanho da sua marca é o G e de acordo com a tabela de medidas na Gallerist a modelagem é bem pequena. Quero esse vestido no tamanho EG, como faz?

5-pecas-que-gostaria-de-ver-no-meu-tamanho-escuta-moda-plus-karin-feller-ocabide

*A própria KarinFeller entrou em contato conosco para dizer que é possível adquirir suas peças em tamanho grande sob encomenda.

A +EDKa é uma marca ultra moderna e descolada com uma porção de estampas divertidas, perfeitas para quem curte um estilo mais urbano. Há algum tempo atrás eu comentei em uma postagem no Instagram, em que a +EDKa havia sido marcada, que eu tinha amado a jaqueta Junkfood Batatafrita e que estava triste por ver que não tinha o meu tamanho. Após alguns dias a marca entrou em contato dizendo que eles pretendiam que as peças da marca fossem até o tamanho GG (o que ainda é pouco), mas que tiveram problemas com os tamanhos após a sublimação (estampa), no entanto, eles continuam com o G sendo seu maior tamanho. Ou seja, fiquei sem a jaqueta!

5-pecas-que-gostaria-de-ver-no-meu-tamanho-escuta-moda-plus-maisedka-ocabide

Eu amo o estilo da Carla Lemos, do blog Modices, e vira e mexe ela está usando peças lindas da marca Karamello. Comecei a acompanhar a marca e me apaixonei. Esse amor é proporcional a tristeza por encontrar tanta coisa que eu gosto em uma marca só e nada ser do meu tamanho. Se você usa tamanho GG vai encontrar peças do seu tamanho por lá, mas essa não é a realidade da maioria das mulheres plus size. Com certeza não é a minha realidade no momento. 🙁

Escolhi essa blusa como a peça que gostaria de ver no meu tamanho, mas ficou claro que muitas outras peças poderiam estar aqui, né?

5-pecas-que-gostaria-de-ver-no-meu-tamanho-escuta-moda-plus-karamello-ocabide

 

Já consigo imaginar uma sequência para esse post! O que vocês acham?

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.