As ilustrações de moda de Sunny Gu

Olá pessoal! Depois de muito tempo, volto pra postar por aqui e, desde já, peço desculpas pela ausência. Muitas coisas ocorreram nestes últimos meses e nem todas foram boas. Mas o que importa é que estou de volta, e com um assunto matador! Design de moda! Tchan-tchan…

Sim, escrevo normalmente sobre nerdices, mas quem disse que design não é coisa de nerd também, não é? Não sou designer, nem tenho pretensão alguma de ser, porém, sou apaixonado pelo bom traço e sei reconhecer um trabalho incrível. E é exatamente isso que trouxe pra vocês hoje.

Então, preparem-se para uma pornografia visual de cores e formas em traços limpos e cheios de referências à cultura asiática, porque a artista em questão é Sunny Gu, uma ilustradora de moda chinesa (nasceu e foi criada na China, se mudou parar os EUA com 13 anos) que tem como pontos fortes em seu trabalho o preciosismo dos traços e detalhes nas estampas. Vale ressaltar que todas as cores utilizadas nos seus trabalhos são aquarelas (que ela descreve como vibrantes e imprevisíveis) , e tem uma combinação mais linda que a outra, viu? Vale a pena checar o site da artista para conhecer mais do seu trabalho.

A ilustradora já é bem estabelecida no mercado, já colaborou com empresas e nomes como Condé Nast, Vogue, Teen Vogue, ELLE , InStyle, Bloomingdales,  Macy’s, Nordstrom, Versace, Dolce & Gabbana’s Swide MagazineCarolina HerreraBrian AtwoodLa Prairie, Shiseido, FANCL , NeutrogenaHBO, entre outros.

 

Sem mais delongas, apresento à vocês a arte de Sunny Gu:

*imagens: reprodução

É publicitário, gestor estratégico e ambiental, empresário, marido, dono de 3 gatos e editor do O Que Não Mata, Engorda. Apaixonado por música, cinema, literatura, automobilismo e ótimos papos com os amigos.

Criança e poesia

O meu poema favorito é do autor infantil Kenn Nesbitt, meu irmão me mostrou há alguns anos atrás e eu me identifiquei tanto que continuei carregando ele comigo no coração. Qual dia mais apropriado para compartilhar ele com vocês do que o Dia das Crianças?

I’m a Wizard, I’m a Warlock

do livro My Hippo Has the Hiccups

 

I’m a wizard, I’m a warlock,

Eu sou um mago, sou um feiticeiro,

I’m a wonder of the age.

eu sou encanto dessa era.

I’m a sorcerer, magician,

Eu sou um bruxo, um mágico,

prestidigitator, mage.

ilusionista, encantador.

I can change into a chicken,

Eu posso me transformar em uma galinha,

or perhaps a purple pig.

ou talvez um porco roxo.

I can wave my wand and, presto,

Um toque da minha varinha e, pronto,

I’m a waffle with a wig.

Sou uma panqueca de peruca.

With the power in my pinky

Com o poder do meu mindinho

I can burst like a balloon

Eu posso explodir como um balão

or transform into a tiger

ou me transformar em um tigre

with the head of a baboon.

com a cabeça de um macaco.

If I wiggle on my earlobe

Se eu mexer a minha orelha

or I knock upon my knee

ou bater os meus joelhos

I become a dancing doughnut

eu me transformo em uma rosquinha dançarina

or a turtle in a tree.

ou uma tartaruga em uma árvore.

Just a simple incantation

Um simples encanto

and I deftly disappear,

eu definitivamente posso desaparecer,

which I never should have done

o que eu jamais deveria ter feito,

because I’ve been this way all year.

porque eu fiquei assim (invisível)  o ano todo,

And despite my mighty magic

E apesar da minha mágica poderosa

I’m impossible to see,

é impossível me ver,

for I never learned the spells I need

já que eu nunca aprendi os feitiços que preciso

to turn back into me.

para voltar a ser quem sou.

–Kenn Nesbitt

 

A tradução não está lá grandes coisas, por algum motivo eu nunca o tinha traduzido, de qualquer forma é difícil que não se perca algo na tradução de um poema. Mas a metáfora de super poderoso e mesmo assim acabar sem uma resposta para resolver um grande problema que você mesmo causou em sua vida é facilmente relacionável, não? Ainda mais quando colocado de forma tão incrivelmente fofa!

 

Para deixar esse post ainda mais irresistível, vou deixar aqui uma galeria de croquis infantis para inspirar ilustrações mais lúdicas em seus trabalhos futuros:

 

 

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Os mais curtidos

Há algum tempo atrás eu prometi posts com os croquis mais curtidos nas nossas redes sociais mas eu acabei priorizando outros posts, a correria do dia a dia veio e esses posts ficaram para trás… SORRY!

Para me redimir vou tentar compilar todos os mais curtidos dos últimos meses em um post só!

Sem mais enrolações:

Agosto (clique nas fotos para ir para o post original)

croqui_ocabide

croqui_ocabide2

croqui_ocabide3

 

Setembro

croqui_ocabide4

croqui_ocabide5

 

 

Vocês viram que teve até colaboradora cabideira arrasando no croqui?

Prometo ser mais eficiente com os posts dos croquis mais curtidos, dessa vez também fiz com base nos likes na nossa página no Facebook, mas das próximas vezes vou tentar incluir alguns exemplos do Instagram, onde o trabalho de vocês faz muito sucesso!

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Croquis: La Carte de Tendre

Alessandro Michele, estilista que está reinventando a marca Gucci, levou para as passarelas da semana de moda de Milão primavera/verão 2016 um desfile inspirado em um mapa imaginário e que foi eternizado na primeira parte de Clélie, obra de Madeleine de Scudéry (1654-61).

Esse mapa mostra a geografia inteiramente baseada em torno do amor de acordo com os estilo literário Précieuses da época. Mas o estilista definitivamente não se limitou ao romance e misturou uma porção de outras referências, principalmente no styling.

Quando eu vi alguns dos croquis da coleção achei imprescindível postar aqui para vocês!

croqui-gucci-milao-alessandro-michele-ocabide
croqui-gucci-milao-alessandro-michele-ocabide-2

 

 

Também vale a pena dar uma olhada no Instagram da marca para ver mais detalhes do desfile:

 

Uma foto publicada por Gucci (@gucci) em

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

BEDA | Uma bolsa por dia

A designer Laura Hobson criou o projeto “A bag a day” por causa do seu amor por desenhar bolsas e acessórios. Entre junho e julhoela postou a ilustração de uma bolsa por dia no site que criou para o projeto. Infelizmente o projeto não durou por mais tempo, provavelmente porque a premiada designer, cuja formação inclui a FIT (Fashion Institute os Technology) em Nova Iorque, teve que se dedicar aos seus vários outros projetos.

Separei algumas das ilustrações que mais gostei:

 

Conheça outros trabalhos da designer: www.laurahobson.co.uk

Não se esqueçam de visitar a minha recém inaugurada loja virtual, especializada em bolsas e acessórios: olhamaria.com.br

 

*imagens: reprodução

**Saiba mais sobre o BEDA

badge_post_01

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.