Beleza punk

Durante uma das minhas andanças pelos cantos escondidos da internet esbarrei nesse editorial belíssimo da Vogue Paris, fotografado por Christian Macdonald.

Quem posou para o editorial Punk Culture foi a modelo Edie Campbell, com maquiagem de Lloyd Simmonds, cabelo de Akki e o styling fantástico de Celia Azoulay.

Dá uma olhada:

Fiquei apaixonada pela make oitentista e pela jaqueta cobre da terceira foto!

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

A moda nos anos 1990

Parece que passamos por um revival da década de 1990 recentemente, e muito do que foi moda há mais de 20 anos atrás. Eu adorei e mesmo sabendo que as tendências para o verão trazem elemento da moda de outra década, a de 1970, pretendo continuar investindo em um visual inspirado nas séries que cresci assistindo!

Pensando nisso achei que seria bacana trazer para o blog algumas fotos editoriais dessa década, um pouco de nostalgia para quem viveu nessa época e um pouco de referência para os mais jovens.

As imagens abaixo são todas da revista Harper’s Bazaar:

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Magra demais

Um anúncio da marca Yves Saint Laurent foi banido por apresentar uma modelo abaixo do peso de forma não saudável.

A peça apareceu na revista Elle do Reino Unido e mostrava uma modelo deitada no chão com as mãos acima da cabeça.

yves-saint-laurent-anuncio-asa-magra-ocabide

A agência de regulação de publicidade britânica recebeu uma queixa de que a modela tinha uma aparência doentiamente magra.

Em decisão apresentada  pela ASA (Advertising Standards Authority) sustentou a queixa e concluiu que o anúncio era irresponsável.

A ASA disse que a Yves Saint Laurent não concordou com a queixa mas não apresentou uma resposta.

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

Corpos celestiais

A fotógrafa Christy Lee Rogers é a responsável por Celestial bodies, um projeto fotográfico que explora o espaço e a água. Em cada imagem os modelos estão submersos em água, em algumas imagens podemos ver vários modelos juntos, em outras podemos ver o efeito das imagens duplicadas. A ideia por trás desse estilo é mostrar a colaboração entre os dois extremos gravitacionais.

Sua profunda expressão da beleza e das lutas do corpo capturada com cores vívidas atraem o olhar e o faz observar a imagem como um todo. A justa posição de cada imagem mostra as infinitas profundidades não exploradas do tempo e do espaço.

Christy-Lee-Rogers-celestial  bodies-fotografia-ocabide

Christy-Lee-Rogers-celestial  bodies-fotografia-ocabide-2

Christy-Lee-Rogers-celestial  bodies-fotografia-ocabide-3

Christy-Lee-Rogers-celestial  bodies-fotografia-ocabide-4

Christy-Lee-Rogers-celestial  bodies-fotografia-ocabide-5

Christy-Lee-Rogers-celestial  bodies-fotografia-ocabide-6

Sem revelar muito de seus modelos, cada fotografia permite que quem a observa tenha interpretações e ideias próprias sobre o que vê. O principal conceito de Rogers por trás de Celestial bodies é que contrapondo os dois elementos eles podem acabar se tornando coesos e se fundindo.

Conheça outros trabalhos da fotógrafa: www.christyrogers.com

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.

102 anos de beleza

As imagens da família O’Gorman’s, tiradas há 102 anos, arrebataram a internet com sua delicada beleza. As fotos foram feitas em Lulworth Cove, Dorset. A longa exposição foi responsável pela característica inexpressiva dada ao mar, uma abertura maior combinada a profundidade de campo e perspectiva colocou Durdle Door (um arco natural de calcário da Costa Jurássica localizado em Dorset) ao fundo em soft focus.

As fotos foram feitas por Mervyn Joseph Pius O’Gorman (1871-1958) e foram feitas em 1913, presume-se que o recurso utilizado para conquistar imagens coloridas seja o Autochrome, conhecido como uma das primeiras tecnologias criadas para fazer fotos coloridas.

OGormans-fotografia-102-anos-dorset-ocabide

OGormans-fotografia-102-anos-dorset-ocabide-4

OGormans-fotografia-102-anos-dorset-ocabide-5

OGormans-fotografia-102-anos-dorset-ocabide-6

OGormans-fotografia-102-anos-dorset-ocabide-7

OGormans-fotografia-102-anos-dorset-ocabide-8

 

 

Essas fotos fazem parte da exposição Drawn by light que está em exibição no Media Museum, em Bradford/UK, até 21 de junho.

 

*imagens: reprodução

Fundadora e editora do O Cabide, formada em moda, fotógrafa iniciante, apaixonada por figurinos e história da moda. Futura jetsetter, feminista, gayzista, abortista, gorda, patrona do amor próprio e entusiasta da maquiagem para beleza e para a arte.